DESTAQUES

Dor da traição leva à autossabotagem na vida afetiva

Anette Lewin 01/01/2016 PSICOLOGIA
Decepções acontecem em qualquer relação

por Anette Lewin

"Fui completamente apaixonada pelo meu ex-namorado. Assim que descobri uma traição, fiquei muito mal e não consegui perdoá-lo. Estamos há dois anos e meio separados. Ele ainda me ama, mas não consigo perdoar, nem gostar dele e nem de nenhum outro homem. O que pode ser isto? Algum bloqueio?"

Resposta: Parece que você está bloqueada sim. Não consegue ir para trás e reatar com seu ex, e nem ir para frente em direção a um novo relacionamento. Medo de se machucar? Bem, machucada você já está.

Agora, se você ainda fala com ele depois de dois anos e meio e ele ainda diz que a ama... bem, talvez valha a pena considerar a possibilidade de tentar novamente. Obviamente trocando sua postura de entrega total, por uma postura menos intensa e mais racional e tentando readquirir, aos poucos a confiança perdida. O pior que pode acontecer nessa nova tentativa é não dar certo mais uma vez. Mas pelo menos você coloca um ponto final nessa história e fica livre para um novo relacionamento.

Lembre-se que decepções acontecem em qualquer relação, por melhor que ela seja. Certamente, caso queira manter um relacionamento amoroso, você vai ter que aprender a perdoar seu parceiro e elaborar suas mágoas. Caso contrário, ficará sujeita a ter de trocar de namorado a cada semana.

Se, porém, a traição marcou você a ponto de tornar o relacionamento inviável, evite ficar falando com seu ex e ouvindo juras de amor nas quais não pretende acreditar. Isso só a deixará confusa, insegura, perdida e sozinha!

Faça um esforço e tente conhecer pessoas novas e tocar sua vida amorosa para frente. Livrar-se do bloqueio em que se encontra só depende de você. Troque o medo e a autocomiseração pela ousadia e vá à luta. Se não conseguir sozinha, procure uma terapia para entender melhor essa dificuldade que a impede de caminhar para qualquer direção e refazer sua vida amorosa.

Atenção: As respostas do profissional desta coluna não substituem uma consulta ou acompanhamento de um profissional de psicologia e não se caracterizam como sendo um atendimento.

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. A psicóloga Anette Lewin responderá sobre relacionamento amoroso, conflitos na vida a dois e conjugal. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



Anette Lewin

É psicóloga graduada pela PUC/SP. É psicoterapeuta de adultos e adolescentes em consultório particular desde 1975 até a presente data.



ENQUETE

Atração física não basta, tem que haver atração mental. Você concorda?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.