DESTAQUES

Ele (a) é mesmo o meu ‘mozão’?

Eduardo Yabusaki 22/03/2018 COMPORTAMENTO
Ele (a) é mesmo o meu ‘mozão’?
Fonte: imagem Pixabay
‘Mozão’: forma comum de expressão entre pessoas que estão numa relação apaixonada e envolvente

Por Eduardo Yabusaki

Cada vez mais temos observado o uso de expressões incomuns para manifestar sentimentos e afeto; nem sempre o que se expressa é o mesmo sentimento que se recebe.

TEXTO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE



Gírias ou formas reduzidas para se referir aos próprios sentimentos, ou ao do outro, podem não ser, em certo casos, a atitude mais acertada.

Vamos entender um pouco melhor sobre o tal ‘mozão’, que é cantada em versos do cantor Lucas Lucco, em que ele refere à profundidade do relacionamento e ao mesmo tempo ao desejo de estar mais presente e junto do seu par.

Nessa forma reduzida de referir ao amorzão, ou seja, uma pessoa por quem se tem sentimentos significativos e profundos, reduzidos à ‘mozão’; pode-se incorrer no erro da utilização indevida da expressão, como tem sido utilizada por quem acabou de se conhecer e que por querer dar um significado diferente à pessoa por quem tem identificações e interesses; acaba chamando assim para agradar e não por realmente estar totalmente entregue e envolvido com os sentimentos.

Isso pode não ser saudável na medida em que cria falsas expectativas ou faz com que uma das partes confunda os sentimentos envolvidos e saia frustrada ou machucada da relação.

Chamar o par de 'mozão': cuidados para você não se confundir ou confundir o par:

1. Observe e reflita sobre o que está realmente sentindo pela pessoa com quem está se envolvendo; que significado tem seus sentimentos para você? Deixe os sentimentos fluírem para que sejam os mais autênticos, espontâneos e naturais.

2. Não queira nomear ou rotular de cara o que está sentindo ou vivendo no relacionamento, quando fazemos isso, acabamos por delimitar o que iremos viver.

3. Utilize expressões que tenham identificação com você, nessas horas, quando fala dos seus sentimentos, emoções e afeto, procure ser o mais transparente e assertivo possível, não recorra a gírias ou modismos.

4. Lembre-se que seus sentimentos são importantes, assim como os da outra pessoa também. Portanto, para que esses possam fluir, é preciso que sejam manifestados; se forem contidos podem não ser compreendidos ou percebidos.

Em se tratando de ‘amor’ não existe uma forma certa de manifestá-lo, mas sim existe a manifestação de cada um. Afinal, o amor é um sentimento muito pessoal e sua construção é totalmente abstrata. Não tema amar, pois só assim poderemos ser amados.

Tenha o seu ‘mozão’, ame, seja amado, viva intensamente seus sentimentos e seja feliz!




TAGS :

    mozão, amor, ele, ela, ama, verdade, namoro, paixão

Eduardo Yabusaki

Eduardo Yabusaki - Psicólogo e Sexólogo Especializado em Terapia Comportamental Cognitiva, Terapia de Casal e Terapia Sexual. Coordenador do Curso de Sexologia Clínica ministrado em diferentes cidades há mais de 15 anos. Docente convidado do Curso de Fromação em Sexologia Clínica de BH. Responsável pelo www.vidadecasalbh.com.br



ENQUETE

Como você vem cultivando suas relações?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.