DESTAQUES

Por que devo impor limites na vida de meu filho?

Redação Vya Estelar 20/04/2018 PSICOLOGIA
Por que devo impor limites na vida de meu filho?
Fonte: Google Imagens
Psicóloga aponta consequências da falta de limites na infância

Da Redação

Dificuldades para dormir, birras para tomar banho e comer, dificuldade em ouvir um "não", não querer ir à escola, essas são algumas das consequências da falta de limite na vida da criança, de acordo com a Dra. Carol Braga, psicóloga infantil e familiar.

TEXTO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE



O limite é essencial na vida da criança, é a base para o desenvolvimento infantil saudável e para a instituição de valores que nortearão a vida adulta. Sem ele, algumas situações podem tomar proporções indesejáveis e desagradáveis.

Limite é mostrar até onde pode-se ir, fazer e acontecer. É importante para que a criança identifique seu "eu" e o outro! O não comprometimento e a não identificação da existência do outro são as principais consequências da falta de limitação.

Alguns pais encontram dificuldades em aplicar limites na vida dos filhos. Os principais motivos para que isso aconteça são: a culpa e o egoísmo do adulto em não querer "ter trabalho" dentro daquela situação.

É muito fácil fazer uma criança parar de chorar ou de fazer birra dando o que ela quer. Esse esforço de impor o limite por parte dos pais é essencial e irá poupar impactos negativos na vida da criança. A vida "lá fora" é diferente, nem sempre o indivíduo terá tudo o que quer, portanto é fundamental que aprenda a lidar com tais situações. Além disso, é preciso ter discernimento do que é bom e do que é ruim, e para isso, o limite é fundamental.

Não existe idade ideal ou situações específicas para a imposição de limites, estes devem estar presentes desde os primeiros dias de vida da criança através da rotina, o limite é e faz parte da vida.

“Durante minha trajetória profissional presenciei inúmeras situações decorrentes da falta de limite, mas as que mais se destacam, e que os pais têm maior dificuldade, são relacionadas ao sono da criança e ao ‘presentear’”, observa a psicóloga.

Caso ainda não tenha estabelecido uma rotina para seu filho, estabeleça uma já. Para que os limites sejam instituídos mais facilmente, estabeleça regras dentro do dia a dia da criança, estipule horários e atividades.

Os questionamentos dos filhos vão existir, mas é extremamente importante que os pais sejam firmes e mantenham sempre a palavra.

"Sempre digo que nunca devemos desistir de algo que podemos melhorar, porém, quanto maior o tempo que demoramos para tomar uma atitude, maior a cicatriz", diz a psicóloga.
 
Por fim, seja qual for o desafio, o importante é não desistir.

Atenção!
Este texto não substitui uma consulta ou acompanhamento de um psicólogo e não se caracteriza como sendo um atendimento.




TAGS :

    impor, limites, filhos, pais, psicologia

Redação Vya Estelar

Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.



ENQUETE

Você acredita na lei de causa e efeito ou lei do carma?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.