DESTAQUES

Amor: existe a pessoa certa ou errada?

Redação Vya Estelar 17/05/2018 PSICOLOGIA
Amor: existe a pessoa certa ou errada?
Fonte: imagem Pixabay
Idealizar demais o amor impede que as pessoas se conheçam de verdade

Da Redação

O amor está no ar, afinal maio é um dos meses em que mais ocorrem casamentos no Brasil. Mas, como saber se o casamento vai dar certo ou ainda como saber se você está se casando (ou se casou) com a pessoa certa? Isso existe?

Para a psicóloga e terapeuta de casal Denise Miranda de Figueiredo, não existe pessoa certa ou pessoa errada quando o assunto é amor e casamento. “O que existe é a vontade de fazer acontecer, a disponibilidade em conhecer o outro, a disponibilidade para mudar, a intenção que dê certo”.

Infelizmente, ainda somos educados em cima da ideia do amor romântico, da alma gêmea, do par perfeito. Mas isso só existe em filmes, novelas e livros, não na vida real. Pensar dessa forma dificulta que vejamos o outro como ele é, pois iremos nos relacionar de forma idealizada e quando ocorrer um problema, por menor que seja, acabaremos nos decepcionando e partiremos para uma nova relação. Isso se torna um ciclo vicioso de relações malsucedidas, em busca de um conto de fadas ou de um romance de novela.

Expectativas e realidade

A psicóloga e terapeuta de casal Marina Simas de Lima explica que idealizar demais o amor impede que as pessoas se conheçam de verdade.

“Nos primeiros encontros ou meses de namoro queremos dar o nosso melhor, evitamos mostrar nosso ‘lado B’. Porém, uma hora ou outra isso vai acontecer e se criarmos uma ilusão, uma imagem idealizada do outro ou de nós mesmos, haverá um grande desencontro entre este casal, quando a realidade bater à porta”.
 
“Na verdade, o relacionamento que dá certo é aquele em que há tolerância para as imperfeições um do outro. Todos temos nossas forças e nossas fraquezas, assim como nossas crenças e valores e para dar certo, é preciso que o casal tolere esses aspectos. Outra habilidade importante é a capacidade de lidar com as frustrações que são inevitáveis em qualquer relacionamento”, completa.

É preciso lembrar que diferentemente do namoro, o casamento é uma escolha que nos faz conviver diariamente com as imperfeições do outro, com os aspectos que podem nos desagradar no outro. Assim, é um exercício diário de amor, tolerância, empatia e compreensão. Se a pessoa se casa sem entender essa dinâmica, é provável que com o tempo essa relação não se sustente, surgindo o desencanto e a desilusão.  

Dicas para entrar em um casamento ou aprofundar o relacionamento - clique aqui

Atenção!
Este texto não substitui uma consulta ou acompanhamento de um psicólogo e não se caracteriza como sendo um atendimento.




TAGS :

    como, fazer, relacionamento, dar, certo, pessoa, errada

Redação Vya Estelar

Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.



ENQUETE

É possível ser você mesmo no ambiente de trabalho?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.