DESTAQUES

Há um tempo sozinha?

Eduardo Yabusaki 31/05/2018 COMPORTAMENTO
Há um tempo sozinha?
Fonte: imagem Pixabay
Como a solidão pode se tornar uma forma de ser feliz?

Por Eduardo Yabusaki

Quando nos deparamos com o fato de estarmos sozinhos após o término de um relacionamento e permanecemos assim, não por escolha, mas por falta de oportunidade ou de pessoas que sejam realmente interessantes, isso passa a incomodar ou frustrar.  É preciso olhar para isso tudo e pensar em como ficar bem diante dessa realidade.

Podemos adotar diferentes posturas frente a esta situação. Entretanto, cabe-nos avaliar o que possa ser mais interessante e positivo, para que não entremos num processo de desgaste decorrente do fato de estar só ou mesmo entrar em um quadro depressivo.

Será que passar a buscar por alguém incessantemente pode ser um bom caminho ou só irá gerar ainda mais ansiedade, angústia e desespero?

Ignorar esse fato de estar só e esquecer que isso seja importante em sua vida, pode ser uma boa alternativa?

Resolver permanecer ficar só pelo resto da vida pode ser a solução?

Enfim, não se pode querer que isso passe despercebido ou que não seja relevante em nossa vida. Portanto, isso pode ser um período importante de reflexão.

Não se torture ou se desespere pelo fato de estar só ou de não conseguir encontrar alguém que preencha suas expectativas e necessidades. Aproveite a oportunidade para ficar bem e curtir o que a vida ou você mesmo possa proporcionar.

Como a solidão pode se tornar uma forma de ser feliz?  

1. Não fique se lamentando por estar só, tenha claro e assimile que é uma fase da sua vida e que você quer alguém para uma parceria; e que isso só vai acontecer na medida em que esteja bem consigo mesma.

2. Aproveite a oportunidade e faça uma reflexão profunda sobre você: seus propósitos profissionais, ideais de vida, vínculos afetivos e sociais. Enfim, como está conduzindo isso tudo e procure promover mudanças que acredite serem benéficas para você.

3. Cuide-se em todos os aspectos, aproveite para avaliar como está fisicamente e emocionalmente, se está cuidando do seu corpo e de sua saúde, bem como de seu humor e bem-estar.

4. Procure atividades em que tenha maior propensão para conhecer pessoas e interagir com as mesmas, não crie barreiras ou isolamento por estar em lugares ou com pessoas.

5. Não se sinta menos ou inferior, avalie suas qualidades e virtudes e faça delas sua referência para interagir socialmente, destaque o que tem de melhor para que as pessoas lhe vejam integralmente. Não se esconda nem se acanhe em situações sociais.

6. Acredite sempre em sua capacidades e potencialidades, faça-as aparecer sem ser arrogante ou superior, simplesmente seja você e se mostre em sua essência.

Viva o seu dia a dia com prazer, alegria, realização e satisfação, mostre-se de forma transparente e agradável, não com o intuito de agradar ou conquistar, mas sim com autenticidade e curtindo sua vida. Dessa forma será uma consequência atrair ou envolver se com pessoas com quem você se identifique.

Lembre-se que sua melhor companhia é você mesma. Sendo assim, estar com alguém, com um par, será mesmo para uma parceria de troca e crescimento juntos.

Acredite sempre e viva sem medo. Seja feliz!




TAGS :

    como, ser, feliz, sozinha, solidão, solitude, amor. sem, namorado

Eduardo Yabusaki

Eduardo Yabusaki - Psicólogo e Sexólogo Especializado em Terapia Comportamental Cognitiva, Terapia de Casal e Terapia Sexual. Coordenador do Curso de Sexologia Clínica ministrado em diferentes cidades há mais de 15 anos. Docente convidado do Curso de Fromação em Sexologia Clínica de BH. Responsável pelo www.vidadecasalbh.com.br



ENQUETE

Qual candidato à Presidência terá mais condições de melhorar o índice da FIB (Felicidade Interna Bruta) e o do IDH (índice de Desenvolvimento Humano) do Brasil?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.