DESTAQUES

Fisioterapia do trabalho: saiba como funciona

Juliana Prestes Mancuso 21/06/2018 SAÚDE E BEM-ESTAR
Fisioterapia do trabalho: saiba como funciona
Fonte: imagem Pixabay
Para muitas pessoas o ambiente de trabalho pode se tornar um local com ocorrência de muito desgaste físico e emocional

Por Juliana Mancuso     
    
Com a globalização da economia e o desenvolvimento da tecnologia, há um consequente aumento de lesões causadas em trabalhadores. E isso exige dos profissionais da saúde e segurança do trabalho uma atuação mais contínua com objetivo de se adaptar às condições laborais adequadas.

O bem-estar, a qualidade de vida e a melhoria da saúde do trabalhador refletem e influenciam  todas áreas do ambiente de trabalho, desde o profissional atuante na produção, até aquele que trabalha na alta administração.

A fisioterapia do trabalho é a área que acompanha a saúde do trabalhador; é baseada em algumas ciências como a ergonomia, atividade laboral, biomecânica, entre outras, sempre com o objetivo de prevenir, resgatar e manter a saúde ocupacional.

Para muitas pessoas o ambiente de trabalho pode se tornar um local com ocorrência de desgaste emocional e físico, o que pode ocasionar problemas físicos e mentais aos trabalhadores e prejudicar a vida pessoal e profissional. Através do enfoque interdisciplinar e multiprofissional o fisioterapeuta do trabalho atua na reabilitação de queixas ou patologias musculoesqueléticas decorrentes do trabalho.

O reconhecimento da fisioterapia do trabalho como especialidade do profissional fisioterapeuta se deu em 2008, quando a crescente ampliação no mercado de trabalho exigiu que o fisioterapeuta se especializasse mais para atender a demanda.

A fisioterapia do trabalho apresenta como objetivos gerais prevenir, avaliar e tratar os distúrbios ou lesões decorrentes das atividades no trabalho, bem como avaliar o posto de serviço através de consultorias em empresas e postos de trabalho, a fim de melhorar a ergonomia e auxiliar na promoção da saúde do trabalhador.

O fisioterapeuta juntamente com a equipe de saúde ocupacional não se limita apenas a curar a patologia, mas preveni-la também. Assim, a fisioterapia traz uma série de benefícios devido à sua qualificação técnica para analisar o empregado com um todo, desde aquele que pertence ao grupo sintomático (que já tem uma patologia, onde a atuação se dará com ações preventivas e curativas), o grupo assintomático (que não apresenta patologia, onde vai atuar preventivamente), até o grupo de risco (que não apresenta sintomatologia, mas na avaliação é detectada uma predisposição para o desenvolvimento, onde se dará ênfase a ações preventivas).

As principais atividades realizadas por um fisioterapeuta dentro do ambiente de trabalho são:

- Prevenir desconforto ou queixas musculoesqueléticas nas atividades laborais;

- Estudar a ergonometria do trabalho, junto à equipe de saúde e segurança do trabalho;

- Promover palestras de conscientização, capacitação e treinamento preventivo de doenças ocupacionais de trabalho;

- Realizar orientações posturais e ergonômicas aos trabalhadores (dentro e fora do ambiente de trabalho e durante a execução de suas atividades ocupacionais);

- Avaliar a postura e a analisar a biomecânica das tarefas nos postos de trabalho, promovendo a adequação do posto e das posturas para um melhor desempenho;

- Desenvolver programas de ginástica laboral;

- Realizar o tratamento das patologias ou das queixas musculoesqueléticas dos trabalhadores, dentro ou fora da empresa.
 
A fisioterapia do trabalho é desenvolvida por fisioterapeutas, porém a sua atuação depende e muda de empresa para empresa. Alguns fisioterapeutas acompanham o seu paciente no seu local de trabalho uma ou duas vezes por semana, outros com menor frequência. Porém, é importante que o acompanhamento seja contínuo; dessa forma é possível alcançar melhores resultados. Mas é rara a empresa que possui um fisioterapeuta específico para tratar de um grupo de funcionários. É importante que os gestores e diretores das empresas entendam que a fisioterapia do trabalho não auxilia somente na vida do trabalhador, mas também, e principalmente, contribui no desenvolvimento da empresa como um todo.

Existem várias técnicas para a realização da fisioterapia do trabalho, que variam de acordo com a situação em que o colaborador se encontra: se trabalha muito tempo sentado ou fica mais tempo em pé, dentre outros fatores, e são utilizadas sempre que surge uma nova modalidade, visando aumentar o bem-estar do colaborador e a produtividade da empresa.




TAGS :

    fisioterapia, trabalho, estresse

Juliana Prestes Mancuso

É formada pela Universidade Anhembi Morumbi, especializada em Fisioterapia Ortopédica e Traumatológica pelo Instituto Cohen de Ortopedia e Medicina Esportiva, Fisiologia do Exercício pela Universidade Veiga de Almeida, Fisioterapia do Sistema Musculoesquelética pela Universidade São Marcos e em acupuntura e medicina chinesa pelo Centro Científico Cultural Brasileiro de Fisioterapia. É responsável pelo site e grupo de discussão Fisioterapeutas Plugadas.



ENQUETE

Eleição presidencial no Brasil se transformou em plebiscito de Bolsonaro?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.