DESTAQUES

Catarse emocional: a arte é uma boa forma para poder expressar os sentimentos

Soraya Rodrigues de Aragão 30/08/2018 PSICOLOGIA
Catarse emocional: a arte é uma boa forma para poder expressar os sentimentos
Fonte: imagem Pixabay
"Arte é a expressão mais pura que há para a demonstração do inconsciente de cada um. É a liberdade de expressão; é sensibilidade, criatividade, é vida" (Jung, 1920)

Por Soraya Rodrigues de Aragão

Desde os primórdios da humanidade, a arte esteve presente nas cavernas, quando o homem ainda não tinha domínio completo da linguagem e da escrita, apresentando, portanto, uma importância crucial nos processos de desenvolvimento psíquico, filogenético, social e cultural da humanidade.

Através da *semiótica da arte rupestre, o homem pré-histórico foi capaz de transmitir informações entre si, no intuito de garantir sua sobrevivência, além de ser recurso propiciador de vinculo social. Essa arte estava interligada  à economia, sendo também centro de comunicação que perpassava as relações sociais quando o homem ainda não havia desenvolvido nenhum código linguístico.

Além da utilidade informativa e comunicativa, o homem desejava também deixar sua marca à posteridade, por exemplo, quando se pintavam as mãos e as anexava às paredes, deixando-se a marca indelével de uma possível tentativa de autoafirmação, sua assinatura, e quem sabe uma possibilidade de eternidade.

Sendo assim, a linguagem pictórica fez e ainda continua fazendo parte do desenvolvimento evolutivo do homem enquanto espécie e de seu desenvolvimento psíquico enquanto individuo. Esses estágios evolutivos da humanidade são observados nos estágios de desenvolvimento psicomotor de nossas crianças, pois estas rabiscam e pintam antes da obtenção da escrita, perpassando e revivenciando o seu desenvolvimento individual enquanto criança, mas também enquanto espécie durante o período evolutivo do homem.

Na condição de patrimônio da humanidade, e fazendo parte da formação psíquica evolutiva da espécie humana, a arte vai ao encontro dos processos psicológicos mais profundos, dos nossos **arquétipos em que simbolicamente confirmamos determinadas características e condições que diz respeito ao inconsciente coletivo, tendo também importância contributiva na formação da nossa personalidade individual.

A linguagem artística  apresenta uma ***semiologia própria, pois comunica mais além que a linguagem falada ou escrita, pois se trata da comunicação das emoções, do inconsciente, da ordem do indizível. Por esse motivo, é utilizada com excelentes resultados nos processos terapêuticos, sendo instrumento de catarse, na expressão de sentimentos, pensamentos, ideias, fantasias, traumas e comportamentos emocionais mal elaborados,  que impulsionam o indivíduo ao movimento de autoconhecimento, de cura e controle de alguma doença ou distúrbio.

* Semiótica: ciência que analisa todos os sistemas de comunicação presentes numa sociedade. Fonte Dicionário Online de Português

* Arquétipo: C.G. Jung. Aquilo que está no âmbito do consciente coletivo e tende a ser compartilhado por toda a humanidade. O modelo que se utiliza como exemplo para; padrão: a Madre Teresa de Caucutá é o arquétipo da bondade.[Por Extensão] Todo e qualquer tipo de padrão ou modelo. Fonte Dicionário Online de Português

** Semiologia: ciência geral dos signos, que estuda todos os fenômenos culturais como se fossem sistemas de signos; sistemas de significação.   Fonte Dicionário Aurélio 

Criança interior: arterapia ajuda a desvendá-la - clique aqui




TAGS :

    arteterapia, psicologia, psicoterapia, junguiana

Soraya Rodrigues de Aragão

Soraya Rodrigues de Aragão é Psicóloga, Psicotraumatologista, Expert em Medicina Psicossomática e Psicologia da Saúde. Escritora e palestrante. Conselheira terapêutica em violência entre parceiros íntimos. Pesquisadora em Transtornos de Ansiedade e Especialista em Transtorno de Pânico. Autora do livro "Fechamento de ciclo e renascimento". www.sorayapsicologa.com, www.alquimiadavida.org



ENQUETE

Amor: você considera sua relação frágil?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.