DESTAQUES

Esta carta foi escrita para você que, simplesmente... deseja ser você mesmo!

Elisa Motta 04/09/2018 COMPORTAMENTO
Esta carta foi escrita para você que, simplesmente... deseja ser você mesmo!
Fonte: imagem Pixabay
Quero: “Viver com mais simplicidade. Estar mais próxima dos valores que acredito, do que da forma que esperam que eu seja.”

Querido Desconhecido,
 
A vida é natural.

Não precisa de nada que a force para acontecer, ela flui cotidianamente, pois este é seu propósito. Quero te contar que as malas estão quase prontas, algumas caixas espalhadas pela sala e o meu coração desperto captando sinais.

Digo quase, pois ainda falta aquele estopim para jogá-las dentro do primeiro automóvel que passar pela rua.

Falta uma parte.

Está tudo encaminhado, as despedidas já começaram, as amarras sendo desfeitas, mas confesso que tenho me contado algumas mentiras.

Criei uma ideia em que acreditar. Um texto fajuto para repetir a todos aqueles que me perguntarem sobre a partida. Dizem sempre é preciso ter planos, mas eu na verdade não os tenho.
O que minha boca diz não é exatamente o que meu coração sente.

As ideias estão todas aí, e criativa que sou, vou moldando uma a uma para imaginar algo mais concreto do que simplesmente dizer que parto, pois busco a minha natureza.

Dei-me conta outro dia que de fato não sei quem sou. Que passei estes últimos tempos limpando camadas para que eu pudesse começar a enxergar melhor o que esqueci com os traumas vividos.

Escolhi moldar cenas e histórias que fizessem sentido ao contexto de vida atual e urbano. Escolhi o ser inspirador, juntei alguns pontos e contei repetidamente um pedaço da história até que me convencesse dela. E deu certo.

Porém o tempo passou, a tal história não tem mais tanta graça, afinal, foi experimentada de diversos ângulos e por isso decidi contar outra, ou outras.

Dividir as quais eu andava a cavalo no sítio da família e que a lembrança mais feliz da minha infância foi ao andar em um sem cela dentro de um rio.

Quero contar sobre o meu primeiro livro de receitas e a sensação deliciosa que era misturar ingredientes. Quero contar sobre os inúmeros bolos queimados, sobre o desejo de aprender confeitaria, sobre a vontade imensa de plantar, cuidar de bichos, tomar banho em cachoeiras e aprender a cantar.

Quero contar novas histórias. Viver com mais simplicidade. Estar mais próxima dos valores que acredito do que da forma que esperam que eu seja.

A vida é natural meu querido, e por isso, pretendo terminar as malas antes da primavera, assim posso acompanhar de perto o florescer, e quem sabe, desabrochar junto delas.

Sem tanto computador e telas, sem tanta praticidade, pressa e “têm que”.

Com mais verdade, mais profundidade e qualidade.

Desejo que você viva a sua natureza. Que cada pedaço de ti exale sua essência e que todos ao redor possam se inebriar da exuberância em ser você mesmo.

Com amor,
Elisa.




TAGS :

    carta, autoconhecimento, comportamento

Elisa Motta

Em 2015 comecei a escrever para me comunicar melhor, expressar sentimentos e reconectar com a minha história. Sou Escritora e possuo formação em Administração de Empresas e Publicidade. Atuei por 10 anos no mundo corporativo o que me inspirou a criar minha própria metodologia a Comunicação Integral. Com base na antroposofia utilizo técnicas mistas para conduzir pessoas ao encontro de suas palavras. " www.elisamotta.com.br https://www.facebook.com/projetoqueridodesconhecido



ENQUETE

Quem não tem cão caça com o “ex”, que está receptivo. Você concorda?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.