DESTAQUES

Fui traído e agora? 9 dicas para lidar com a traição

Andrea Lorena 06/09/2018 PSICOLOGIA
Fui traído e agora? 9 dicas para lidar com a traição
Fonte: Google Imagens
Traição: todo casal tem sua responsabilidade no ocorrido

Por Andrea Lorena

Você acabou de descobrir que foi traído, está sentindo uma dor intensa – psíquica e física, e ainda por cima, está passando horas se questionando: por quê? O que eu fiz de errado? O que está faltando em mim? O que estava ruim no relacionamento?

1ª) Primeiro: existem incontáveis motivos para uma traição, os quais nunca serão totalmente revelados para você pelo seu parceiro, portanto, para superar a traição, tente nãos gastar muito buscando tais respostas.

Por que eu digo isso? Porque a traição já aconteceu, não foi você quem traiu, e ficar revisitando o passado diversas e diversas vezes só irá trazer mais sofrimento. Nada do que você venha a pensar como uma solução (mágica?) não fará o tempo voltar...

2ª) Também de nada adiantará culpar a terceira parte envolvida na traição. Quando a pessoa é traída, tem uma forte tendência a tentar achar um culpado (incluindo a si, claro). Prefiro falar em responsabilidade, ao invés de culpa, e todo casal tem sua responsabilidade no ocorrido.

3ª) Neste momento de intensa tristeza e decepção, seria mais eficaz você se focar na sua emoção, não ignorá-la (por exemplo: não vou mais me sentir assim!). É difícil comandar as emoções, logo, neste momento, encare-a de frente.

4ª) Chorar faz bem, acredite!

5ª) Tente conversar com pessoas queridas e confiáveis, exponha seus sentimentos, isso também trará algum alívio.

6ª) Tente fortemente manter a sua rotina, seja ela qual for. Ocupe sua cabeça com as coisas que lhe são importantes.

7ª) Talvez seja um bom momento para pensar em você, se está no caminho certo e rever seus objetivos de vida.

8ª) Mais importante ainda, não tome decisões apressadas. Pense sobre seu relacionamento (o que te mantém neste relacionamento?), veja se a traição já foi a gota d´água ou se ainda há possibilidade de continuar, e como você irá perdoar o seu parceiro.

9ª) Pergunte-se:

Existem várias formas de traição e de relacionamento, e cada um deve-se perguntar aquilo que lhe é caro: vale ou não vale a pena continuar? A traição foi um caso isolado? Havia envolvimento emocional?

Na busca dessas respostas, não hesite em procurar ajuda de amigos e/ou familiares, e ainda, se necessário, ajuda profissional (psicólogo).

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor(a), mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas por você sobre um determinado tema. A psicóloga Andrea Lorena responderá questões ligadas ao amor patológico, passional e ao ciúme excessivo. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.



ENVIAR PERGUNTA



TAGS :

    amor, traição, triângulo, amoroso, psicologia

Andrea Lorena

Andrea Lorena é psicóloga. Doutoranda pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). Possui mestrado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). É coordenadora dos setores de pesquisa e tratamento do Amor Patológico e Ciúme Excessivo do Ambulatório Integrado dos Transtornos do Impulso (PRO-AMITI) do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. www.psicologiaecognicao.com



ENQUETE

Eleição presidencial no Brasil se transformou em plebiscito de Bolsonaro?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.