DESTAQUES

Estou em um relacionamento abusivo, mas gosto dele. O que faço?

Andrea Lorena 20/09/2018 PSICOLOGIA
Estou em um relacionamento abusivo, mas gosto dele. O que faço?
Fonte: Google Imagens
Mesmo gostando muito do seu parceiro, já pensou em gostar de você primeiro?

Por Andrea Lorena

E-mail enviado por uma leitora:

“Boa tarde. Eu e meu marido brigamos por qualquer besteira. Estamos juntos há sete anos. Temos uma filha de dois anos. Quando discutimos, ele quebra tudo dentro de casa, e o pior que sou que dou um jeito de comprar. Ele me manda embora, terminamos muitas vezes. Ele me ignora e sou eu quem peço para voltar. Ele é trabalhador, sempre está comigo e nossa filha no seu tempo livre, nunca vi nada de errado nele. Ele fala que a culpa é minha por não conseguir consegue viver ao meu lado. Eu sofro muito e gosto muito dele. Já não sei o que fazer... me ajude?”

Resposta: Você já deu um passo para reconquistar sua autoconfiança, começou a pedir ajuda!

Estar num relacionamento abusivo não é fácil, sair dele é mais difícil ainda, uma vez que devem existir sentimentos, filhos, entre outras coisas que fazem parte de um relacionamento. Muitas vezes, por gostar demais do parceiro e valorizar somente esse sentimento, a saída do relacionamento fica bem complicada, pois, como todos sabemos, é doloroso deixar alguém por quem temos muitos sentimentos positivos.
 
Coloque na balança as vantagens e desvantagens de estar nesse relacionamento. Questione também se é esse modelo de relação que você quer passar para sua filha.

Mesmo gostando muito do seu parceiro, já pensou em gostar de você primeiro?

Procure ajuda de um psicólogo o mais rápido possível, você merece ser feliz.

Atenção!
Este texto não substitui uma consulta ou acompanhamento de um psicólogo e não se caracteriza como sendo um atendimento.

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor(a), mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas por você sobre um determinado tema. A psicóloga Andrea Lorena responderá questões ligadas ao amor patológico, passional e ao ciúme excessivo. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.



ENVIAR PERGUNTA



TAGS :

    relacionamento, abusivo, psicologia

Andrea Lorena

Andrea Lorena é psicóloga. Doutoranda pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). Possui mestrado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). É coordenadora dos setores de pesquisa e tratamento do Amor Patológico e Ciúme Excessivo do Ambulatório Integrado dos Transtornos do Impulso (PRO-AMITI) do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. www.psicologiaecognicao.com



ENQUETE

Um post na web traz a seguinte afirmação: muitos homens não procuram a mulher das suas vidas, mas sim a substituição de uma mãe. Você concorda?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.