DESTAQUES

Violência contemporânea se manifesta devido a diversas causas extremas

Redação Vya Estelar 04/12/2018 COMPORTAMENTO
Violência contemporânea se manifesta devido a diversas causas extremas
Fonte: imagem Youtube
Filme norueguês ‘Utoya’ - 2018 - imagem acima - ilustra bem o mundo contemporâneo

Da Redação

A violência ganha dimensões das mais variadas em todo o mundo, sendo quase impossível ter informações das suas mais diversas manifestações. Em 22 de julho de 2011, por exemplo, um homem armado abriu fogo contra os participantes de um acampamento de jovens organizado pela juventude do Partido Trabalhista Norueguês.

Foram momentos de terror para cerca de 500 jovens, sendo que 69 foram mortos. O filme norueguês ‘Utoya’ – 2018, de Erik Poppe, reconta essa história numa tomada única feita em tempo real. Os personagens são fictícios, mas as situações de contato direto com a morte e de tentativa de fuga da ilha são infelizmente cruelmente reais.

O eixo central da narrativa é a jovem Kaja, vivida com raro talento pela atriz Andrea Bentzen. Ela conduz nosso olhar pelas crianças abatidas, pela necessidade de tomar decisões e pela busca de uma compreensão para o que estava acontecendo num cenário de terror entre crianças que oscilam entre a valentia, o pavor e a referência dos pais como porto seguro numa situação trágica.

Poucas vezes o cinema contemporâneo consegue tratar uma questão de tamanha seriedade e magnitude com precisão cirúrgica. Não há excessos, melancolia ou cenas fúteis. Os jovens apenas querem sobreviver. Cada um busca esse objetivo a seu modo, de maneira mais ou menos gregária de acordo com sua vivência e temperamento. Dói, mas ilustra bem o mundo contemporâneo, pleno de extremistas das mais diversas causas.


Fonte: Oscar D’Ambrosio é jornalista pela USP, mestre em Artes Visuais pela Unesp, graduado em Letras (Português e Inglês) e doutor em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e Gerente de Comunicação e Marketing da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.




TAGS :

    utoya, filme, resenha, violência, contemporânea

Redação Vya Estelar

Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.



ENQUETE

Você busca a tranquilidade ao acordar?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.