DESTAQUES

E quando o ciúme e a traição estão só na sua cabeça?

Andrea Lorena 05/12/2018 PSICOLOGIA
E quando o ciúme e a traição estão só na sua cabeça?
Fonte: imagem Pixabay
Algumas pessoas têm dificuldade de entender que o parceiro, amigo ou familiar está frequentando um psicólogo

Por Andrea Lorena

E-mail enviado por uma leitora:

“Olá, preciso muito de ajuda. Amo tanto meu esposo que coloco mil coisas na cabeça. Estamos há 19 anos juntos entre namoro e casamento e ele nunca me deu motivo pra desconfiança. Mas sinto-me insegura. Ultimamente, estou descontrolada, controladora e possessiva. Quero fazer terapia, mas tenho medo dele não entender. como posso me abrir com ele sem assustá-lo?”

Resposta: Tenha uma conversa franca com seu marido e explicite os seus motivos para começar a terapia. Como por exemplo, conte a ele como você está sentindo (sentimento de posse) e pontue esses comportamentos que você mencionou na pergunta: descontrole emocional e comportamento de controle.

Às vezes algumas pessoas têm dificuldade de entender que o parceiro, amigo ou familiar está frequentando um psicólogo, pois essas pessoas parecem carregar na mente a ideia antiga de que quem vai ao psicólogo e ao psiquiatra são pessoas tidas como “doidas”.

No entanto, procura-se um psicólogo por diversos motivos, dentre eles: ciúme, solidão, tristeza, necessidade de desenvolvimento pessoal e autoconhecimento. Estes não parecem ter nada a ver com loucura, certo?

Por isso, vá em frente e cuide da sua saúde mental, e quem sabe seu marido também não faz o mesmo?

Atenção!
Este texto não substitui uma consulta ou acompanhamento de um psicólogo e não se caracteriza como sendo um atendimento.

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor(a), mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas por você sobre um determinado tema. A psicóloga Andrea Lorena responderá questões ligadas ao amor patológico, passional e ao ciúme excessivo. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.



ENVIAR PERGUNTA



TAGS :

    cíume, sem, motivo, sindrome, otelo, psicologia

Andrea Lorena

Andrea Lorena é psicóloga. Doutoranda pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). Possui mestrado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). É coordenadora dos setores de pesquisa e tratamento do Amor Patológico e Ciúme Excessivo do Ambulatório Integrado dos Transtornos do Impulso (PRO-AMITI) do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. www.psicologiaecognicao.com



ENQUETE

Você busca a tranquilidade ao acordar?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.