DESTAQUES

Psicóloga sugere começar o ano livre de resoluções e metas

Blenda de Oliveira 04/01/2019 COMPORTAMENTO
Psicóloga sugere começar o ano livre de resoluções e metas
Fonte: imagem Pixabay
Um pouco mais de ócio, mais tempo para amigos novos e antigos

Por Blenda de Oliveira

Este ano me livrei das tais resoluções. Sem resoluções. Sem metas. Talvez, apenas continuar selecionando o que, quem e como me faz sentido e bem viver os meus dias.

Para isso não precisa mudar o número do ano!

O que faz mal a mim, requer trabalho demais, daquele que já não mais preciso, pois algumas etapas já vivi, estou dispensando.

Um pouco mais de ócio, mais tempo para amigos novos e antigos. Comer e me exercitar bem, afinal esse ano completo 60 anos, já estão de bom tamanho!

Metas, resoluções?

Cansei delas, prefiro simplesmente continuar usando o bom senso para não perder tempo e escolher viver de modo que quando terminar o dia eu não tenha gastado tempo demais em autoenganos. Sim, eles sempre ocorrem e ocorrerão. É coisa bem fácil de acontecer quando se quer atingir padrões altos de visibilidade, aceitação e negação de um jeito próprio.

Felizes dias nesse ano que se inicia!

 




TAGS :

    psicologia, comportamento, metas, resoluções, ano novo

Blenda de Oliveira

Doutora em psicologia clínica pela PUC-SP. Psicanalista pela Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo (SBPSP). Psicoterapeuta de adultos, adolescentes, crianças, famílias e casais. Atuante como Life Coaching em diversas áreas, utilizando essa metodologia para colaborar nos processos de sucessão familiar nas empresas.



ENQUETE

Amor: você considera sua relação frágil?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.