DESTAQUES

Em cada um de nós há uma força transformadora

Sandra Midori Kuwahara Sasaki 10/01/2019 PSICOLOGIA
Em cada um de nós há uma força transformadora
Fonte: imagem Sandra Midori Kuwahara Sasaki
Quem tem um “porquê”, enfrenta qualquer “como” (Viktor E. Frankl)

Por Sandra Midori Kuwahara Sasaki

Há uns anos atrás entrei em contato com a frase acima ao preparar uma palestra sobre a importância da psicoterapia no processo de realização pessoal. Quantas e quantas vezes buscamos um sentido para a nossa vida? Um “porquê” que nos leva a mobilizar tudo em direção a um objetivo certo? Quando encontramos um “porquê” parece que não há dúvidas, apenas certezas. É a certeza da nossa existência.

Talvez não seja por acaso que fui procurar hoje, entre meus tantos livros, a obra “Em busca de sentido” de Viktor E. Frankl. O mês de abril que já se aproxima sempre mobiliza estes sentimentos de renascimento. Sempre faz com que eu questione minha vida e meus objetivos. Afinal, essa é a época da Páscoa.

Mas quem foi Viktor Frankl?

A primeira vez que vi algo sobre sua obra foi na faculdade. Era um ciclo de palestras sobre temas variados, e o palestrante dizia que Frankl era um psicólogo judeu que trabalhou nos campos de concentração. Segundo Frankl, as pessoas que tinham um “motivo” para viver, milagrosamente conseguiam sobreviver ao campo de concentração. Foram palavras inesquecíveis.

Quando trabalhei no hospital, percebi também este movimento. Um dia uma paciente que ficou meses em coma na UTI relatou que ouvia a voz da sua neta e filha dizendo: ”Volta vovó, estamos esperando por você”. E ela voltou. Bom, os exemplos acima são bem fortes, mas o meu objetivo é tentar refletir sobre momentos em que podemos buscar um sentido no aqui/agora.

Muitas vezes peço aos meus clientes para fecharem os olhos e imaginarem o que mais gostariam de fazer na vida, sem pensar nas contas que vão ter que pagar, nas opiniões dos familiares, nas limitações que a vida está impondo. Neste momento geralmente aparece uma feição serena, e eles começam a dar asas ao que há de mais sagrado dentro deles mesmos. E por que não tentar? O interessante é que os que têm coragem de tentar diminuem (e muito) os sintomas de depressão, ansiedade, pânico. Parece que reencontram o caminho que sempre foi seu.

Por isso, proponho olharmos para dentro de nós mesmos e descobrirmos a força transformadora que existe em cada um de nós.




TAGS :

    psicologia, comportamento, autoconhecimento, vya estelar

Sandra Midori Kuwahara Sasaki

Psicóloga graduada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, com especialização em Saúde Mental e Qualidade de Vida pela Unifesp-EPM, e Mestrado em Ciências da Saúde pela Unifesp-EPM. Atua na área clínica com a abordagem junguiana, e como pesquisadora colaboradora no Laboratório de Estudos da Personalidade do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (IP/USP).



ENQUETE

Você desempenha seu trabalho com fé?







VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.