imagem de capa

Autoconhecimento

Minhas Atitudes

Entenda a correlação entre saúde, espiritualidade e bem-estar

Por que ter fé é um processo curador e nos ajuda a libertarmos do que nos atormenta

28 fev, 2019

Por Karina Simões

Nos últimos anos aumentou significativamente o número de pesquisas que correlacionam a espiritualidade, a saúde e o bem-estar. Mesmo sendo uma área ainda em escassez de estudos e pesquisas, podemos ver de forma empírica em clínicas e hospitais, resultados surpreendentes, como no meu caso prático, no meu dia a dia, onde observo na clínica, acompanhando a alguns pacientes crônicos, por exemplo, que encontram na fé e na espiritualidade, um suporte de significado para seguir com a vida. Esses pacientes saem muito mais rápido dos quadros de adoecimento físico e emocional.

Muitas pesquisas mostram que as intervenções religiosas e espirituais influenciam positivamente na qualidade de vida das pessoas, e principalmente, em pacientes crônicos.
Entendemos essas práticas e intervenções religiosas e espirituais como sendo uma linha de pensamento que valoriza uma “força maior”, que acredita e crê em valores morais e se sente regido por uma energia superior e que transcende nossas forças aqui na Terra. Assim, nessa linha de raciocínio, não devemos julgar e nem nomear as religiões, e sim, enquadrar os pacientes que acreditam em “algo superior” com o nome de fé, sem categorizar ou rotular as religiões. Pois, a fé é de cada um, e a forma de vivenciá-la também. E logo, devemos respeitar as escolhas e os caminhos que cada pessoa decide trilhar.

Os efeitos da fé e da espiritualidade são surpreendentes e podemos ver tanto nas pesquisas, como de forma empírica, como já mencionei, os benefícios na qualidade de vida das pessoas, assim como, em pacientes com alto grau de ansiedade, na redução e remissão dos sintomas, em pacientes que são levados a alto grau de estresse e exaustão emocional também percebe-se o benefício que existe. E um dos campeões em benefícios e qualidade de vida, são os pacientes usuários de drogas e com sintomas depressivos. Nesses, a espiritualidade e a fé tem exercido uma importância primordial na recuperação e muitas vezes, imprescindível.

Percebam que o modo como as pessoas encaram as doenças e a própria vida tem tudo a ver com a forma de sua recuperação no adoecimento. O poder que a fé e os pensamentos exercem sobre o corpo, é visível no dia a dia de todos nós, basta aprendermos a observar nossos próprios pensamentos e a enxergar as ações como consequências que nos acontecem.  Desta forma, sentimentos de paz, tolerância, tranquilidade, compreensão, perdão e ressignificação caracterizam uma personalidade espiritual e influenciam na saúde.

Sempre é tempo de pararmos e exercitarmos nossos melhores pensamentos sobre nós, sobre o outro e sobre o mundo. E com isso, podermos transformar nossas crenças negativas que são influenciadas pelo mundo, em crenças positivas e esperançosas para a vida.

Desejo muita fé para cada um que leu este texto!


Psicóloga clínica cognitivo-comportamental. Possui especialização em Psicologia da Saúde e Desenvolvimento pela UFRN. Especialização pela Faculdade de Medicina do IPHC da USP. Membro da Federação Brasileira de Terapias Cognitivas - FBTC. Mais informações: www.karinasimoes.com.br

O que você achou do novo Vya Estelar?