DESTAQUES

4 razões que levam a mulher a não sair de uma relação abusiva

Anette Lewin 12/04/2019 PSICOLOGIA
4 razões que levam a mulher a não sair de uma relação abusiva
Fonte: imagem Pixabay
Como essas mulheres devem proceder para não ficar andando em círculos e sair desse padrão - conflito?

Por Anette Lewin

Primeiro motivo: acha que pode mudar o parceiro    

Embora o tema seja sério, existe uma piada que diz: “A mulher sempre casa com o homem acreditando que será capaz de mudá-lo. E ele não muda. O homem sempre casa com a mulher achando que ela ficará eternamente igual. E ela não fica.”

Partindo daí, já temos uma característica das mulheres que não conseguem sair de relações abusivas: elas acham que com o tempo eles irão mudar. E, como diz a piada, aliás, muito verdadeira, eles não mudam.

Mas por que elas acreditam no seu poder de transformar o homem que conquistaram no homem ideal?

Segundo motivo: boa parte delas não é realista  

Porque mulheres que entram em relações abusivas, em geral, não são muito realistas. Elas costumam ver o que querem e fazer de conta que não veem o que não lhes agrada. Deleitam-se com as promessas do início do relacionamento e não olham para as primeiras ofensas, os primeiros berros, os primeiros tapas. Só vão encarar a realidade quando não tem mais jeito de fugir dela. E aí, muitas vezes, já é tarde.

Terceiro motivo: atração por risco

Outro motivo que leva mulheres a relações abusivas é a atração por risco. Muitas delas acham mais interessante relacionar-se com parceiros imprevisíveis, que lhes transmitem aquele frio na barriga, ao invés de escolher um parceiro previsível, responsável, ao olhar delas, “sem graça”. Pode-se dizer até que são “viciadas” em vivências-limite e não conseguem viver sem elas. Em muitas delas esse comportamento de risco pode estar ligado a uma depressão subjacente. Na depressão a pessoa sente-se sem vontade, desmotivada, e precisa de situações que a chacoalhem de fato para sentir-se viva. Daí a escolha por parceiros que lhes proporcionam esse tipo de sensação.

Quarto motivo: pode se sentir poderosa por despertar no homem sentimentos muito fortes

Ainda, se olharmos a questão mais a fundo, algumas mulheres podem sentir-se poderosas por conseguirem despertar no homem sentimentos tão fortes que os faz perder a racionalidade. Elas, donas de baixa autoestima e inseguras que são, podem sentir-se responsáveis por essas atitudes irracionais do parceiro e sentir que, finalmente, conseguiram ter algum poder sobre um homem. Ainda que dessa maneira “torta”.

Assim, por esses motivos, e tantos outros, mulheres que estão numa relação abusiva acabam tendo algum tipo de recompensa psicológica e, por isso, não querem sair até que os danos se tornam insuportáveis. E nesse momento, infelizmente, as consequências podem ser fatais.

Como sair dessa relação?

As que desejam escapar ilesas devem tomar todos os cuidados possíveis. Primeiro, devem repetir sua intenção de sair da relação várias vezes até que fique claro para o parceiro que, desta vez, a intenção é seria; devem evitar reagir às tentativas de chantagens emocionais que, certamente, virão; e devem, se necessário, tomar todas as precauções judiciais que estiverem ao seu alcance. Mesmo assim, o risco de retalheamento por parte do parceiro é grande.

Escolha de parceiro é tarefa complexa  

A escolha de um parceiro amoroso é tarefa complexa que exige reflexão e compreensão das características da pessoa escolhida. Quem gosta de mobilização e risco deve entender que o perigo vem junto. Qualquer homem abusador começa a mostrar suas características maléficas depois de algum tempo. Não leva anos para que a primeira ofensa, o primeiro grito ou a primeira agressão física apareçam. Quem estiver atenta e de olhos abertos perceberá esses comportamentos em poucos
encontros. E aí, tem a chance de sair enquanto é tempo. Quem quiser ficar esperando mudanças, certamente passará por momentos pesados. Mas sempre haverá as que conseguindo escapar de um relacionamento abusivo, em pouco tempo entrarão em outro igual. Coisas do livre-arbítrio.

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. A psicóloga Anette Lewin responderá sobre relacionamento amoroso, conflitos na vida a dois e conjugal. Esta resposta possui dois formatos: 1º formato: responder as perguntas enviadas pelos leitores. 2º) formato: de A a Z, explicar através de uma palavra em específico (verbete) o significado do que sentimos ao amar. Esta palavra será extraída de um e-mail enviado pelo leitor a esta coluna. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



TAGS :

    ogro, violência, abusivo, psicologia

Anette Lewin

É psicóloga graduada pela PUC/SP. É psicoterapeuta de adultos e adolescentes em consultório particular desde 1975 até a presente data. É coach em saúde mental.



ENQUETE

Qual o preço de se buscar a perfeição?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.