DESTAQUES

Entenda como você somatiza

Karina Simões 28/04/2019 SAÚDE E BEM-ESTAR
Entenda como você somatiza
Fonte: imagem Pixabay
10 dicas para ressignificar suas emoções negativas

Por Karina Simões

Já dizia o ditado: “Quem cala consente”. Eu costumo completar para os meus pacientes: quem cala somatiza. Somatização é tudo aquilo que não falamos ou não colocamos para fora, e o nosso corpo o faz por nós. Nada mais é do que a representação física do desequilíbrio psíquico e biológico do indivíduo. Toda essa alteração do nosso estado emocional pode promover o aparecimento de doenças como: dor de cabeça – inclusive enxaqueca -, resfriados frequentes, asma, gastrite, dores no corpo, fibromialgia, problemas cardiorrespiratórios, ganho de peso, problemas de pele por processos alérgicos, entre outros. Sem falar nas doenças psíquicas como: depressão, transtornos de ansiedade, pânico etc.

No decorrer de nosso ciclo vivencial, passamos por inúmeras experiências emocionais com os sentimentos de medo, raiva, culpa, estresse, ansiedade, frustração, ressentimentos, julgamentos, dentre outros. Quando o nosso cérebro não consegue ressignificar essas experiências emocionais negativas, entramos num “curto-circuito” cognitivo, fazendo com que nosso corpo adoeça. Pois o cérebro avisa ao nosso sistema psíquico que não conseguimos lidar e não fomos resilientes com aqueles sentimentos. Dessa forma, instalam-se as doenças possíveis somatizadas, isto é, a somatização das doenças.

10 dicas para ressignificar suas emoções negativas
 
Não há uma fórmula mágica para não adoecermos. Mas existem algumas dicas que podemos executar e que podem ajudar na ressignificação das nossas emoções negativas vividas:

Fazer psicoterapia  para buscar o autoconhecimento e encontrar seu caminho de equilíbrio emocional.

Deixar de ser tão rígido consigo mesmo e com a vida. Aprender a ser mais flexível com a vida.

Respeitar suas vontades e limites, bem como os dos outros também.

Pensar antes de agir. Melhorar a sua impulsividade. Isso o ajudará a diminuir seus sentimentos de culpa.

Conversar sobre o que você sente, sobre os seus sentimentos. Tentar não acumular experiências afetivas negativas.

Praticar exercícios físicos diariamente, pois eles ajudam na fabricação de serotonina, na regulação do ritmo cardíaco, do sono, do apetite e de alguns hormônios. Ainda ajudam no tratamento da enxaqueca, reduzem os sintomas da TPM, e, além dessas funções, a serotonina também tem uma forte influência no humor.

Fazer coisas novas que nunca tenha tentado antes: estude uma língua nova, aprenda um instrumento musical, visite locais que não tenha ido, experiente comidas e sabores novos, aprenda a meditar. Isso lhe proporcionará novas conexões cerebrais.

Buscar seu contato próprio com a sua espiritualidade. Cada vez mais a ciência comprova o quanto a espiritualidade e a recuperação das enfermidades estão interligadas.

Ler e ter acesso a notícias motivadoras e de superação das dificuldades vividas, ou seja, quando temos acesso a informações motivantes, nosso cérebro se conecta com o sentimento de esperança.

10ª Usar as redes sociais com moderação, pois elas influenciam nossas vidas e consequentemente nossas emoções.




TAGS :

    psicossomática, somatizar, emoções

Karina Simões

Psicóloga clínica cognitivo-comportamental. Possui especialização em Psicologia da Saúde e Desenvolvimento pela UFRN. Especialização pela Faculdade de Medicina do IPHC da USP. Membro da Federação Brasileira de Terapias Cognitivas - FBTC. Mais informações: www.karinasimoes.com.br



ENQUETE

Qual o preço de se buscar a perfeição?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.