DESTAQUES

Expectativa ou prontidão?

Ricardo J.A. Leme 07/06/2019 COMPORTAMENTO
Expectativa ou prontidão?
Fonte: imagem Pixabay
No presente momento, o seguro que de fato promove cobertura total é tomar a vida nas próprias mãos

Por Ricardo J.A. Leme

O momento presente é de reflexão, especialmente no que diz respeito à moda e à mídia. Estamos na idade mídia! É comum pessoas tropeçarem na rua ao celular enquanto caminham e crianças que não mais conseguem aprender nas escolas. O cenário é desafiador e, ao que parece, cada vez aumenta a demanda por estímulos, informações, enfim algo que distraia. O grau de esvaziamento interior avança ao ponto de tornar explícita a insanidade de alguns.

Tecnologia e medo

A tecnologia que poderia libertar e emancipar oferece o medo ao invés de paz, a angústia ao invés de serenidade. Antigo e velho são confundidos e a beleza e sabedoria do primeiro são demolidos em função de um “novo” em geral vazio de formas e conteúdos. O filme “Her” é um bom exemplo onde o diretor retrata esta insanidade decorrente do tédio e da carência, com poesia sutil.

Faca de dois gumes  

Na medicina, exames de imagem, cada vez mais sensíveis justificam procedimentos “questionáveis”, quase invariavelmente com base no medo. E se isso e se aquilo? Mas, e se nem isso e nem aquilo? Por não ser ciência exata, diferentes profissionais decidem diferentes condutas baseadas em um mesmo exame. “Faca de dois gumes” que mesmo em mãos experientes pode ferir. O medo lança mão de todos os artifícios para tomar a frente da coragem no viver. Será possível após a idade mídia ainda vir a idade medo?

Decidir baseado no medo e na expectativa é uma forma caricata de adoecimento social. Retirar profilaticamente partes do corpo por receio de um gene egoísta se manifestar também é uma caricatura do momento que vivemos.

No presente momento, o seguro que de fato promove cobertura total é tomar a vida nas próprias mãos, conforme Gudrun Burkhard analisa com maestria na bela obra de mesmo nome.

Cada um tem uma biografia única e a saúde diz respeito a apropriar-se desta biografia. Cuide em não confundir fome de vida com fome de novidade. Caso a confusão já tenha acontecido, fica a sugestão de como pensar a ansiedade:

http://youtu.be/j1a1DrE6LXg

Meus votos de que a saúde para você seja uma realidade e não apenas saudade.




TAGS :

    medo

Ricardo J.A. Leme

Médico Neurocirurgião pelo HCFMUSP Doutor em Neurociências pelo ICBUSP Graduado em Física pela USP Especialista em Medicina Antroposófica pela ABMA Autor do livro e do blog: Saúde é Consciência Meu blog: http://saudeconsciencia.blogspot.com



ENQUETE

Como você vem cultivando suas relações?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.