DESTAQUES

De onde vem o sofrimento?

Elisabeth Cavalcante 05/07/2019 AUTOCONHECIMENTO
De onde vem o sofrimento?
Fonte: imagem Pixabay
Olhe verdadeiramente para dentro de si e não deixe que as crenças negativas definam quem você é

Por Elisabeth Cavalcante

Você já parou para refletir seriamente sobre as raízes do seu sofrimento? A grande maioria de nós vive sob domínio absoluto do ego. É ele quem nos faz necessitar da aprovação alheia para avalizar nosso valor.

Também é o ego que nos leva a cultivar o orgulho. Por essa razão, quando alguém nos critica, ou adota uma atitude que não corresponde ao que esperávamos, somos tomados pela raiva e o ressentimento.

Enquanto permanecemos nessa energia, a memória do que aconteceu se transforma numa verdadeira obsessão em nossa mente.

Quem é o verdadeiro ser?

Assim, nos enredamos na posição de vítima e nos deixamos dominar pela dor, sem conseguir perceber que nosso verdadeiro ser é totalmente livre de expectativas e desejos.

Enquanto não conseguirmos adquirir a consciência de que não existe um mundo perfeito, onde temos o poder de controlar todas as variáveis da realidade, a libertação não acontecerá.

Olhar permanentemente para si mesmo e ouvir o que diz o seu coração, é o único caminho para que as crenças negativas da mente não definam quem você é e do que necessita para ser feliz.

Quanto mais confiança você depositar em sua voz interior, menos sofrimento experimentará. A alegria e a paz que resultam de uma vida baseada na verdade do ser, não tem preço.

 




TAGS :

    sofrimento

Elisabeth Cavalcante

Jornalista de formação, atuou na área durante vinte e cinco anos. Neste período, aprofundou também os estudos de psicologia, astrologia e tarô, e o processo de autoconhecimento através do budismo e dos ensinamentos do mestre indiano Osho. Atua profissionalmente como terapeuta holística há 17 anos.



ENQUETE

Você acredita na lei de causa e efeito ou lei do carma?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.