DESTAQUES

Tenho medo de entrar em depressão

Redação Vya Estelar 01/01/2016 COMPORTAMENTO

por Dr. Joel Rennó Jr.

Resposta: A depressão é uma doença psiquiátrica. Há componentes biológicos, psicológicos e sociais envolvidos. Os principais sintomas são: tristeza, desânimo, cansaço, fadiga, perda do prazer ou interesse por atividades habituais, humor deprimido, alterações de apetite (para mais ou menos), alterações do sono (excesso ou falta), pensamentos negativos (morte, culpa, ruína, menos-valia) e diminuição de atenção/concentração, por pelo menos duas semanas, na maior parte dos dias. Tais sintomas não podem ser explicados por uso de medicamentos ou uso de drogas. Toda situação de perda ou luto pode gerar sintomas depressivos, porém, não necessariamente tais sintomas constituem a doença depressiva. Hoje, as pessoas também confundem o conceito de tristeza, um sentimento vivencial universal normal, com depressão.

Se você tem medo de entrar em depressão, vale a pena conversar com um psiquiatra para obter esclarecimentos precisos e adequados dos seus sintomas, duração e evolução dos mesmos. O diagnóstico só deve ser realizado pelo médico. Isso possivelmente o deixará aliviado.

Tenho medo de altura, de escuro e de ficar sozinha

Resposta: Quadros de fobias específicas, como os relatados por você, geralmente costumam melhorar rápido (entre 12 e 16 semanas) com as técnicas da psicoterapia comportamental e cognitiva. O bom de tal técnica é que ela possui comprovação científica de sua real eficácia.

Sexo culpado, culpa pelo aborto e medo de engravidar. O que fazer?
Tive uma educação rígida e após o sexo tenho crise de choro. Hoje sou casada e isto ainda acontece. Fiz um aborto há quatro anos e isto me consome. Não consigo relaxar e tenho dores musculares. Quero engravidar, mas tenho medo. O que eu faço?

Resposta: Bem, ajudar-lhe, à distância, com uma história de vida complexa e com tantos sentimentos ambíguos, geradores de angústia e sofrimento, é uma missão das mais difíceis.

Os pontos principais são os sentimentos de culpa envolvidos, embora é claro, deva-se fazer em primeiro lugar um psicodiagnóstico, consultando-se um profissional da área de saúde mental. As dores musculares citadas podem estar relacionadas à tensão muscular decorrente de quadros clínicos de depressão ou ansiedade - ou ambos. Acredito que o medo de engravidar esteja relacionado, pelo que você cita, a todos essas cognições, sentimentos e sintomas relatados.

A psicoterapia (existem atendimentos gratuitos, em universidades) é importante na elaboração dos conflitos psicológicos.

Talvez, se for o caso, algum medicamento prescrito por psiquiatra pode também ser necessário, dependendo do diagnóstico que for feito na consulta. Vale a pena procurar uma ajuda imediata.




Redação Vya Estelar

Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.



ENQUETE

Você acredita na lei de causa e efeito ou lei do carma?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.