DESTAQUES

Síndrome do pânico tem cura ou controle?

Joel Rennó Jr. 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR
Síndrome do pânico: deve-se evitar a automedicação

por Joel Rennó Jr.

Gostaria de saber se a síndrome do pânico tem cura, ou apenas controle, pois sofro deste mal há 10 anos.

Resposta: Em saúde mental, o conceito de cura é diferente. Aqui, cura significa devolver ao paciente a qualidade de vida. Todos os transtornos mentais têm os sintomas controlados pelos medicamentos e grande parte deles é crônica. Os medicamentos antidepressivos não causam dependência. Já os benzodiazepínicos ('calmantes') podem causar, caso não sejam administrados com critério pelo psiquiatra.

Geralmente, ninguém fala que fica dependente de um anti-hipertensivo (para tratamento da hipertensão arterial) ou hipoglicemiante oral (para o tratamento do diabete melito). Porém, quando o assunto envolve o sistema nervoso central, com informações ainda distorcidas, as pessoas costumam ficar assustadas ou preocupadas. Ter autonomia é estar bem, independente de estar tomando ou não medicamentos. O que não pode haver é a automedicação. A psicoterapia também é muito importante para ajudar os pacientes a controlarem os sintomas de pânico quando eles ocorrerem. Com o tratamento correto, a melhora ocorrerá.

ATENÇÃO

As respostas do profissional desta coluna não substituem uma consulta ou acompanhamento de um profissional de psiquiatria e não se caracterizam como sendo um atendimento




Joel Rennó Jr.

Dr. Joel Rennó Jr. MD, Ph.D. Professor do Departamento de Psiquiatria da FMUSP. Diretor do Programa de Saúde Mental da Mulher - Instituto de Psiquiatria da USP. Médico do Corpo Clínico do Hospital Israelita Albert Einstein- São Paulo. Coordenador da Comissão de Estudos e Pesquisa de Saúde Mental da Mulher da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). www.psiquiatriadamulher.com.br



ENQUETE

Você sente dificuldade de sair de um relacionamento abusivo?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.