imagem de capa

Exercícios mal praticados e em excesso são as principais causas de lesões em academias

Da Redação

Início de ano é tempo de novas promessas, projetos e realizações. Para aqueles que não fazem ou pararam qualquer tipo de atividade física e pretendem iniciar o ano praticando exercícios, são necessários cuidados específicos com ossos, articulações e ligamentos, para que essas atividades não causem problemas à saúde. Caminhadas, prática de esportes e principalmente academias de ginásticas são as atividades mais procuradas para manter a forma e perder peso. Porém, são constantes as lesões em joelhos, ombros e coluna, devido à sobrecarga dos exercícios. A maioria deles executados sem a devida orientação.

Segundo o ortopedista Dr. Rene Abdalla, é comum nessa época as pessoas se queixarem de dores no corpo. "A ânsia de ter um corpo saudável a qualquer custo, e em um período de tempo reduzido, prejudica e muito a saúde. No HCor (Hospital do Coração) são atendidos aproximadamente 20 pacientes por semana com queixa de lesões causadas por exercícios mal praticados", explica.

Além dos exercícios praticados na academia, o aluno tem que se atentar a outros itens, presentes no dia a dia, que ajudam com o aumento de lesões. "É importante o esportista se preocupar com a postura durante o dia. No caso das mulheres também com o constante uso do salto alto", explica o ortopedista.

Tipos de traumas mais comuns

As lesões mais comuns que acometem os esportistas de academia se dão nos joelhos, colunas e ombros. São elas:

- Tendinite patelar;

- Tendinite de aquiles;

- Inflamações articulares;

- Estiramentos musculares;

- Lombalgia, dores nas costas devido a posição errada.

Todos ocasionados por excesso ou exercícios realizados de maneira inadequada.

Prevenção de lesões

É fundamental, antes de iniciar qualquer atividade física, procurar um médico ou um profissional com vivência em traumas do esporte, para receber orientação ideal para cada tipo físico e não exagerar nos exercícios. É importante também iniciar os exercícios de forma gradativa.

"O corpo não está acostumado com exercícios bruscos, pois é uma grande mudança, sem um período adequado para readaptação. Por isso o esportista tem de ficar atento com a série de exercícios praticados na academia e procurar uma que melhor se ajuste às suas necessidades, de forma que não agrida o sistema músculoesquelético", enfatiza.

Ainda segundo o ortopedista, ao primeiro sinal de dor, pare os exercícios. Se a dor persistir mesmo em repouso, o médico deverá ser procurado e apenas um especialista fará a avaliação adequada podendo o paciente passar por um tratamento específico de acordo com a situação.

Dicas para quem vai iniciar uma atividade física

- Procure um especialista e peça orientação para a prática do exercício físico;

- Antes dos exercícios alongue os músculos do corpo para evitar lesões musculares;

- Em esportes envolvendo corridas, escolha um par de tênis adequado, pois devem proteger primordialmente os membros inferiores dos impactos e repetições de movimentos;

- Dê preferência a roupas com tecidos que permitam uma transpiração mais livre (dry-fit).


Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.

O que você achou do novo Vya Estelar?