DESTAQUES

Dependência química tem cura?

Danilo Baltieri 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR
É mais fácil falar em controle do que em cura

por Danilo Baltieri

"Meu esposo usa cocaína uma vez por semana, nos outros dias usa álcool assustadoramente e *potenay. Ele tem 50 anos. Está nessa há alguns anos, mas ficou 12 anos sem álcool e drogas."

Resposta: O consumo de múltiplas substâncias psicoativas costuma provocar ainda piores resultados. Seu esposo precisa ser adequadamente avaliado por médico especialista em Dependências Químicas, objetivando a realização do diagnóstico correto. Caso ele apresente quadro de Síndrome de Dependência de Múltiplas Substâncias (Álcool e Cocaína), ou mesmo apresente diagnóstico de Síndrome de Dependência de Álcool e Abuso de Cocaína, ou mesmo Abuso das duas substâncias, ele deverá ser adequadamente tratado.

A Síndrome de Dependência de Substâncias Psicoativas é uma doença crônica que necessitará de tratamento prolongado. É muito difícil falar em “cura” para esse tipo de problema, mas é adequado falar em “controle” para esses *quadros nosológicos.

Na prática clínica, é comum o atendimento de pacientes dependentes de álcool que usam cocaína somente após o consumo de bebidas alcoólicas. O consumo de bebidas alcoólicas pode ser um forte “aliciador” do consumo de cocaína. Nestes casos, se o paciente conseguir abster-se do álcool ele poderá mais facilmente manter-se abstinente da cocaína.

Atualmente, existem medicações comprovadamente eficazes para o tratamento do alcoolismo que, quando associadas a um tratamento psicoterapêutico ou mesmo a grupos de mútua ajuda, constituem em atraentes ferramentas terapêuticas. Estas medicações são: Acamprosato, Naltrexone e Dissulfiram. Outras medicações, como o Topiramato e a Ondansetrona, têm mostrado resultados promissores na abordagem farmacológica da Síndrome de Dependência do Álcool.

Pelo visto, seu esposo associa o consumo de bebidas alcoólicas com cocaína e “suplementos” vitamínicos. Realmente, estamos diante de um problema grave que precisa de abordagem rápida.

Também, não é incomum na prática diária o indivíduo alcoolista fazer uso de outras substâncias, como cocaína, maconha e outras substâncias. A utilização de suplementos alimentares pode ser um problema, especialmente quando o indivíduo não recebe adequada orientação médica e nutricional.

*Potenay: Medicação de uso veterinário usada por alguns praticantes de esportes que contém o complexo vitamínico (B) e provavelmente uma substância conhecida como sulfato de mefentermina, que acelera os batimentos cardíacos.

**Quadro nosológico: um quadro nosológico significa um quadro clínico de uma doença.

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. O psiquiatra Dr. Danilo Baltieri responderá questões ligadas à dependência química e vícios: drogas, álcool, cigarro e psicotrópicos. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



Danilo Baltieri

Médico psiquiatra. Mestre e doutor em Medicina pelo Departamento de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Atualmente é coordenador geral do Grupo Interdisciplinar de Estudos de Álcool e Drogas do Instituto de Psiquiatria da FMUSP (GREA-IPQ-HCFMUSP).Tem experiência em Psiquiatria Geral, com ênfase nas áreas de Dependências Químicas.



ENQUETE

Você sente dificuldade de sair de um relacionamento abusivo?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.