DESTAQUES

Qual o efeito do uso constante de maconha para quem tem depressão crônica?

Danilo Baltieri 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR

por Danilo Baltieri

Resposta: A associação entre consumo inadequado de substâncias psicoativas, como a maconha, e sintomas depressivos é comum.

Na verdade, o consumo inadequado de substâncias psicoativas pode induzir ou mesmo agravar sintomas depressivos, bem como os próprios quadros depressivos podem favorecer o consumo inadequado de substâncias. Apenas uma rigorosa investigação médica poderá distinguir o que apareceu primeiro e, conseqüentemente, favorecer um tratamento médico adequado. Algumas vezes, os dois quadros podem surgir de forma concomitante.

Muitos relatos de pacientes portadores de quadros depressivos reiteram o fato de que o consumo de maconha é realizado para “aliviar” sintomas ansiosos ou disfóricos da depressão. Mas, infelizmente, essa espécie de “automedicação” contribui para piorar os sintomas depressivos.

Entre as pessoas que abusam ou são dependentes de maconha, o risco de desenvolver quadros depressivos parece ser maior do que entre aqueles que não fumam. No entanto, existem vários outros fatores que contribuem para o desenvolvimento de quadros depressivos, como fatores genéticos e ambientais.

As pessoas que sofrem de depressão e/ou que consomem inadequadamente maconha devem procurar auxílio médico, para evitar piores conseqüências do seu comportamento e indesejáveis repercussões das suas doenças.

Atenção!
As respostas do profissional desta coluna não substituem uma consulta ou acompanhamento de um profissional de psiquiatria e não se caracterizam como sendo um atendimento

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. O psiquiatra Dr. Danilo Baltieri responderá questões ligadas à dependência química e vícios: drogas, álcool, cigarro e psicotrópicos. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



Danilo Baltieri

Médico psiquiatra. Mestre e doutor em Medicina pelo Departamento de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Atualmente é coordenador geral do Grupo Interdisciplinar de Estudos de Álcool e Drogas do Instituto de Psiquiatria da FMUSP (GREA-IPQ-HCFMUSP).Tem experiência em Psiquiatria Geral, com ênfase nas áreas de Dependências Químicas.



ENQUETE

Qual o preço de se buscar a perfeição?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.