DESTAQUES

Por que dietas da moda causam efeito sanfona

Redação Vya Estelar 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR
Nenhum grupo alimentar deve ser abolido do cardápio

Da Redação

Dieta da banana, dos carboidratos, do limão, da lua, da sopa, disso ou daquilo. São tantas receitas diferentes que prometem resultados milagrosos em pouco tempo que não é possível quantificá-las.

São as chamadas dietas emergenciais – programas alimentares com baixas calorias e que restringem determinados alimentos e grupos alimentares. “Geralmente elas duram apenas alguns dias e não devem ser prolongadas por mais tempo devido à baixa quantidade de calorias que devem ser ingeridas”, explica o nutrólogo Maximo Asinelli.

Segundo ele, ao restringir muitos alimentos e consumir poucas calorias esse tipo de dieta obriga o organismo a utilizar outras fontes de energia para poder manter ativas as suas funções vitais, como as gorduras acumuladas. “Por isso se uma dieta emergencial for seguida à risca ela realmente vai auxiliar na perda de peso, mas por outro lado prejudica o organismo e não traz benefícios a longo prazo”, alerta o médico.

Fazer uma mudança radical nos hábitos alimentares de uma hora para outra não é saudável. Restringir alimentos faz com que a quantidade e a qualidade dos nutrientes fornecidos não seja o suficiente para a manutenção do organismo. “Nenhum grupo alimentar deve ser abolido do cardápio, seja carboidratos, gorduras ou proteínas. Todos eles juntos são fundamentais para a manutenção do organismo”, ressalta.

Efeito sanfona é inevitável

Outra desvantagem é o efeito sanfona. Ele é inevitável já que ninguém consegue manter uma alimentação restritiva por muito tempo. “Por isso a maioria das pessoas que recorre a esse tipo de dieta para emagrecer recupera o peso perdido rapidamente. É bom lembrar que o efeito sanfona prejudica muito o organismo, pois compromete o sistema imunológico, deixando o corpo mais suscetível a infecções”, esclarece o nutrólogo.

Quem quer emagrecer com saúde deve fazer uma reeducação alimentar. “Ao aprender a se alimentar bem, o indivíduo emagrece sem passar fome e ainda fortalece o sistema imunológico. Com força de vontade e disciplina, os resultados são mantidos por longos prazos, desde que não haja exageros. Praticar exercícios físicos e beber bastante água também é essencial”, acrescenta.

Atenção!
Este texto e esta coluna não substituem uma consulta ou acompanhamento de um médico e não se caracterizam como sendo um atendimento.




Redação Vya Estelar

Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.



ENQUETE

Como você vem cultivando suas relações?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.