DESTAQUES

Está com um problema? Primeiro, distraia... a solução virá

Thaís Petroff 01/01/2016 PSICOLOGIA
Aprenda aqui a aplicar a técnica da distração

por Thaís Petroff

Na TCC uma técnica muito utilizada para ajudar a lidar principalmente com as emoções de ansiedade e tristeza é a distração. Ela não resolve o problema, mas ajuda a não agravá-lo ainda mais; bem como diminui o mal-estar e o desconforto desses sentimentos.

Como na TCC partimos do pressuposto que nossos pensamentos influenciam e até causam nossas emoções e, consequentemente, nossos comportamentos; evitar pensar em conteúdos negativos resulta em aos poucos dissipar o mal-estar causado pelos pensamentos negativos presentes anteriormente.

Desse modo, o humor da pessoa que não fica ruminando ou focando-se nos pensamentos negativos, tende a melhorar e assim facilita com que ela tenha ações mais assertivas e estratégicas.

Como simplesmente não pensar em algo é bastante difícil, uma técnica utilizada é buscar outras fontes para focar a atenção. Como não é possível ter ao mesmo tempo dois conteúdos presentes em nossa consciência, acaba-se, em função dessa “competição”, que um deles seja momentaneamente posto de lado (esquecido) enquanto o enfoque estiver no outro.

Aprenda a aplicar a técnica da distração

• Estar ansiosa para receber uma devolutiva de entrevista de emprego. Possíveis atividades distratoras: fazer faxina na casa, ligar para uma amiga para saber o que anda fazendo, caminhar no parque ouvindo música, etc...

• Estar deprimido: arrumar o chuveiro que queimou, fazer palavras-cruzadas ou sudoku (quebra-cabeça), cozinhar, convidar um amigo para vir à sua casa, etc...

Mas se for uma pessoa do tipo muito mental (que pensa muito!) pode se dedicar a tarefas que ocupem a mente de forma mais plena como meditar, ler um bom livro, assistir um filme daqueles que te prendam atenção, jogar videogame ou, se souber, se dedicar a alguma atividade artística como tocar um instrumento, pintar e desenhar.

Essa técnica não resolverá o problema em questão, mas auxilia a pessoa a sentir-se melhor. Assim ela ganha mais motivação e possibilidade emocional de se reorganizar internamente e voltar aos poucos a fazer atividades que lhe tragam resultados positivos; bem como tranquilidade e equilíbrio para resolver esses problemas.

Como disse Fernando Sabino: “O que não tem solução, solucionado está.”

Então, ficar pensando repetidamente no problema, sem uma solução ainda, não irá resolvê-lo, mas sim trazer uma preocupação improdutiva que trará somente mal-estar.

Se após refletir um pouco sobre uma questão, não achar uma saída, tire o foco dela, vá fazer outras coisas, a resposta virá no tempo certo. Uma planta não dá frutos logo após você plantar a semente; há um tempo de maturação e desenvolvimento.




Thaís Petroff

Formada em Psicologia pela PUC-SP e é Master Coach. Utiliza a Terapia Cognitivo Comportamental como base do seu trabalho, mas sabendo da profundidade e complexidade do ser humano, fez formação em Bioenergética, Programação Neurolinguística e Yoga se focando em auxiliar as pessoas a desenvolver e manter emoções mais equilibradas e saudáveis. Foca-se em desvendar e compreender a desafiadora prática das relações, promover transformações cognitivas, emocionais e comportamentais nas pessoas que a procuram e disseminar conhecimento através das mídias sociais. http://www.thaispetroff.com.br



ENQUETE

Você busca a tranquilidade ao acordar?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.