DESTAQUES

Ele só quer ficar, mas faz falsas promessas. O que eu faço?

Anette Lewin 01/01/2016 PSICOLOGIA
Reflita sobre a sua vontade de estar ao lado dessa pessoa

por Anette Lewin

"Como sair de um relacionamento que está te fazendo muito mal? A pessoa faz mil promessas que vai te assumir, mas está sempre deixando mais pra frente."

Resposta: Talvez seu problema não esteja em "como sair", mas sim em "como decidir se sai ou se fica". Não é facil abandonar um projeto no qual se investiu energia, tempo e afeto. A sensação de derrota é a que prevalece.

Por outro lado, sendo o homem um ser de costumes, por pior que seja a relação, a pessoa acaba se acostumando e tendo a sensação de familiaridade que, por sua vez, lhe transmite alguma sensação de conforto...

Mas ninguém consegue adivinhar se algum dia as promessas se tornarão realidade ou não. Mesmo porque existem casais que acabaram ficando juntos após anos e anos de "enrolação"; porque ficar junto depende de uma série de fatores que se unirão com uma boa dose de aleatoriedade e determinarão se haverá ou não um "final feliz"...

Insistir em uma relação, portanto, vai depender mais da sua intuição do que de qualquer conselho.

Em primeiro lugar, reflita sobre a sua vontade de estar ao lado de uma pessoa pela qual você tem de lutar ao invés de estar ao lado de uma que luta por você. Sim, porque numa relação amorosa, em geral, ou somos mobilizadores ou somos mobilizados.

Portanto, tente entender qual a sensação que você prefere: a do "friozinho na barriga" ou a da segurança. Se preferir a segunda, talvez essa relação não seja a mais adequada para você. Se preferir a primeira, entenda que ela tem um preço que é exatamente o que você está pagando agora e... achando caro!

Em seguida, entenda que não adianta insistir numa relação sem tentar mudar alguns comportamentos seus que, certamente, contribuem para que a relação não saia do lugar: brigas, passividade, previsibilidade, etc.

Se for para ficar, arrisque em atitudes diferentes, mesmo que elas representem algum perigo. Você não está conseguindo mudar o comportamento de seu namorado, mas sobre o seu você tem esse poder, não é?

Finalmente, tente entender que decisões como essa são extremamente sofridas, pois as pessoas se sentem como se estivessem com o destino da sua felicidade nas mãos. Não, a felicidade não pode ser atribuída apenas a um namoro. Mesmo se você decidir terminar esse relacionamento, lembre-se que sua capacidade de conquista continua com você e a felicidade está no conjunto de bons momentos que essa capacidade poderá lhe proporcionar...

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. A psicóloga Anette Lewin responderá sobre relacionamento amoroso, conflitos na vida a dois e conjugal. Esta resposta possui dois formatos: 1º formato: responder as perguntas enviadas pelos leitores. 2º) formato: de A a Z, explicar através de uma palavra em específico (verbete) o significado do que sentimos ao amar. Esta palavra será extraída de um e-mail enviado pelo leitor a esta coluna. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



Anette Lewin

É psicóloga graduada pela PUC/SP. É psicoterapeuta de adultos e adolescentes em consultório particular desde 1975 até a presente data. É coach em saúde mental.



ENQUETE

Como você vem cultivando suas relações?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.