DESTAQUES

Entenda a criocinética

Juliana Prestes Mancuso 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR

por Juliana Prestes Mancuso

Desta vez resolvi dar continuidade a um assunto já tratado nesta coluna: a crioterapia - veja aqui.

Vou explicar em que consiste a técnica de criocinética e sua aplicação.

O tratamento fisioterapeutico das entorses articulares, principalmente as de tornozelo, punhos e dedos são comumente tratadas pela criocinética. As entorses em geral podem ser de uma sobrecarga grave, estiramento ou laceração de tecidos moles como cápsula articular, ligamentos, tendões ou músculos. Este tipo de lesão é muito comum tanto na prática esportiva quanto na caminhada do dia a dia.

Em que consiste a criocinética?

A criocinética é a combinação sistemática de aplicações de frio para causar *hipoestesia à área do corpo lesionada e de exercício ativo, graduado e progressivo. Esta técnica é utilizada desde a década de 60, tendo sido alvo de diversos experimentos. O que torna o método eficaz é a combinação de calor (gerado pelo exercício), frio e exercício, permitindo a reabilitação mais rápida da lesão. A crioterapia tem como efeito fisiológico a analgesia, e o exercício precoce minimiza os efeitos da imobilização, como diminuição da mobilidade (por contratura capsular ou aderências), diminuição da força (principalmente dos tendões) e perda da propriocepção (percepção corporal), permitindo exercícios ativos mais cedo e de uma forma mais intensa.

A dor deve ser usada como parâmetro limite para a realização dos exercícios, para que não sobrecarregue a articulação lesada e cause danos. É comum a dor aumentar um pouco após essa prática, mas aos poucos vai sumindo, à medida que o corpo adquire uma percepção do exercício. O principal efeito da criocinética se deve aos elementos combinados, como a redução da dor pelo frio, o aumento do fluxo sanguíneo gerado pelo exercício e o restabelecimento da função neuromuscular.

A criocinética retarda a atrofia muscular e as inibições neurais e reduz muito o edema pela "ação de drenagem" muscular. A musculatura possui um sistema de drenagem automático gerado pela contração muscular.

Os exercícios devem ser elaborados de forma simples, e é possível progredir de acordo com a velocidade do paciente. A contraindicação deste método são as mesmas para qualquer tratamento frio, ou seja, indivíduos hipersensíveis ao frio.

* Diminuição da sensibilidade.




Juliana Prestes Mancuso

É formada pela Universidade Anhembi Morumbi, especializada em Fisioterapia Ortopédica e Traumatológica pelo Instituto Cohen de Ortopedia e Medicina Esportiva, Fisiologia do Exercício pela Universidade Veiga de Almeida, Fisioterapia do Sistema Musculoesquelética pela Universidade São Marcos e em acupuntura e medicina chinesa pelo Centro Científico Cultural Brasileiro de Fisioterapia. É responsável pelo site e grupo de discussão Fisioterapeutas Plugadas.



ENQUETE

Qual o preço de se buscar a perfeição?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.