DESTAQUES

Wiireabilitação ou wiiterapia: aplicação de videogames na fisioterapia

Juliana Prestes Mancuso 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR

por Juliana Prestes Mancuso

 


Joysticks do game

Wiireabilitação ou wiiterapia é um novo método terapêutico utilizado por profissionais fisioterapeutas. Esse método consiste na utilização da realidade virtual por meio de um videogame manuseado com controle sem fio ou por uma plataforma (balance board).

O paciente não fica sentado, ele realmente faz parte do jogo, é ai a grande diferença desse videogame. Os joystiks possibilitam movimentos semelhantes aos movimentos realizados no jogo real. Por exemplo, a plataforma balance board capta os movimentos de solo (caminhada, salto, corrida).


Joystick com munhequeira



Joystick volante

Na mão, o joystik possui uma pegada diferente dos joystiks comuns, o captador lembra um controle remoto que é acoplado nos diferentes equipamentos de jogo (raquete, taco de golfe, volante de direção, etc) variando a empunhadura.

Clinicas de fisioterapia no Brasil e no mundo, simulam exercícios praticados na fisioterapia convencional, como por exemplo, os movimentos realizados na cama elástica e/ou prancha de equilíbrio.

Os jogos desse videogame possuem diversas funções terapêuticas que podem auxiliar no tratamento de pacientes com sequelas de algumas patologias neurológicas, como o Parkinson, Alzheimer, lesões cerebelares e medulares, paralisias e AVE (Acidente Vascular Encefálico), pois exige que os pacientes executem movimentos semelhantes aos praticados nas sessões de fisioterapia.

Uma das opções da utilização desse recurso é na recuperação da funcionalidade de pacientes neurológicos, que podem usufruir de um atendimento lúdico e motivador em suas sessões. Esses movimentos são feitos durante os jogos que simulam partidas de beisebol, boliche, boxe, tênis e golfe (Wii Sports), ou praticar dança, ioga e outros exercícios que desenvolvem a força e o equilíbrio (Wii Fit). O esforço para executar bem as jogadas provoca impactos positivos no organismo, segundo pesquisadores, como o aumento da atividade cerebral e ganho de equilíbrio e mobilidade.

O console do videogame de um importante fabricante possui sensores, instalados junto ao aparelho de TV, que captam os movimentos dos jogadores e os reproduzem na tela. O recurso permite que os pacientes movimentem todo o corpo ao brincar, e não apenas a mão, como nos games tradicionais.

Enquanto estão jogando, os pacientes, sem perceber, executam movimentos que eles mesmos consideram difíceis. Outro ganho é a possibilidade do paciente acompanhar a sua evolução, uma vez que o game reproduz na TV os movimentos do jogador. É o que se chama de espelho virtual.

Os benefícios da utilização desse tipo de videogame na fisioterapia, como ferramenta terapêutica, incluem as correções da postura e do equilíbrio, o aumento da capacidade de locomoção, da amplitude de movimento dos membros superiores e inferiores, além da motivação do paciente.

A fisioterapia, na sua forma tradicional, pode ser uma atividade aborrecida, monótona, parada ganhando especial relevância para aqueles que dependem dela diariamente. Para combater essa lacuna, a utilização de um ambiente virtual durante o processo de reabilitação pode ajudar e motivar muito o paciente em sua recuperação.




Juliana Prestes Mancuso

É formada pela Universidade Anhembi Morumbi, especializada em Fisioterapia Ortopédica e Traumatológica pelo Instituto Cohen de Ortopedia e Medicina Esportiva, Fisiologia do Exercício pela Universidade Veiga de Almeida, Fisioterapia do Sistema Musculoesquelética pela Universidade São Marcos e em acupuntura e medicina chinesa pelo Centro Científico Cultural Brasileiro de Fisioterapia. É responsável pelo site e grupo de discussão Fisioterapeutas Plugadas.



ENQUETE

É possível ser você mesmo no ambiente de trabalho?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.