DESTAQUES

Meu marido me acha gorda e temo pelo futuro do nosso casamento

Eduardo Yabusaki 01/01/2016 COMPORTAMENTO
Situação é comum em casamentos longos

por Eduardo Yabusaki

"Sou casada há muitos anos e o meu marido vive falando que estou gorda e que preciso fazer regime. Isso me deixa tão constrangida ao ponto de não conseguir sequer ficar nua na presença dele. O que devo fazer?" 

Essa é uma situação muito comum no casamento longo: com o passar do tempo, existe um relaxamento quanto ao cuidado físico e ambos têm um ganho de peso, mas esse fato acomete ou atrapalha muito mais a mulher do que o homem.

Alguns fatores contribuem para essa realidade, primeiro porque existe todo um apelo comercial e social quanto à imagem da mulher em relação ao seu corpo. Segundo, que o aspecto físico possui apelo importante para despertar o interesse sexual masculino, principalmente.

Mas o cuidado com o corpo não é só importante pelo aspecto estético, mas também por causa da saúde.

Mais do que pelo seu par, é importante que você avalie como você se sente acima do peso ou com o seu corpo. Caso esteja incomodada ou insatisfeita, é importante que procure recursos como atividade física e dieta para que possa ficar bem com você mesma e com sua autoestima.

Se você não se considera acima do peso e está muito bem com o seu corpo, talvez deva questioná-lo sobre o que o incomoda, pois ele pode estar usando isso para manifestar alguma outra insatisfação que não tenha nada a ver com essa questão.

Por vezes, manifestamos nossas insatisfações de forma distorcida e isso é muito comum pela falta de comunicação ou por uma maneira inadequada de se comunicar. Portanto, o melhor caminho é sempre o bom diálogo.

Se persistir a reclamação para com o seu peso ou o seu corpo, é preciso que o seu companheiro manifeste qual é sua expectativa ou ideal, pois por vezes nutre-se um desejo não condizente com a realidade: ter o desejo que a esposa tenha o corpo curvilíneo como de uma modelo, sendo que ela nunca foi assim ou, mesmo que tenha sido, pode ser inviável depois de uma ou mais gravidezes, ou ainda outros fatores como idade e etc.

Não se deve permitir que esse fato distancie ou crie impedimentos para a intimidade do casal. Para tanto, é sempre importante que se estimule abordar questões delicadas como características físicas, desejo, intimidade e insatisfações. Pode parecer difícil, mas só depende de paciência e motivação para a resolução. Portanto, não tenha medo ou receio quanto à rejeição, para tudo existe um caminho. Acredite em você e viva sem temores.




Eduardo Yabusaki

Eduardo Yabusaki - Psicólogo e Sexólogo Especializado em Terapia Comportamental Cognitiva, Terapia de Casal e Terapia Sexual. Coordenador do Curso de Sexologia Clínica ministrado em diferentes cidades há mais de 15 anos. Docente convidado do Curso de Fromação em Sexologia Clínica de BH. Responsável pelo www.vidadecasalbh.com.br



ENQUETE

Você acredita na lei de causa e efeito ou lei do carma?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.