DESTAQUES

Musculação me fez perder massa gorda. O que faço?

Milena Imaizumi 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR
Musculação: treino forte pode alterar metabolismo

por Milena Liste

"Tenho 15 anos, faço academia há oito meses. Meço 1,60m e no início pesava 60,4kg e queria emagrecer. Agora, estou pesando 53,6kg e até perdi bastante gordura nos braços, barriga e pernas, mas também perdi muuuiito bumbum. Já estou focando só na musculação há um tempinho, mas parece que isso só está me emagrecendo ainda mais. Por favor me ajude, meu treino dura cerca de 50 minutos e faço os exercícios com um bom peso e poucas repetições. Infelizmente, já falei com minha médica e ela não me permitiu fazer uso de suplementos. Não sei mais o que fazer, estou muito fina, perdi muita perna e, de quebra, ainda estou ficando totalmente sem seios, mesmo que antes não tivesse muito."

Resposta: Se você fosse minha cliente, não indicaria séries de exercícios tão pesados com poucas repetições. Primeiro porque você tem 15 anos, 1,60m altura e você está em fase de crescimento. Sua estatura ainda vai aumentar, pois mulheres crescem até os 18 anos aproximadamente. Exercícios musculares, como a musculação com treino de hipertrofia e *judô são prejudiciais aos ossos em crescimento. A alta intensidade de carga nas epífises (pontas) dos ossos longos inibem o crescimento longitudinal do osso. Ossos longos são os das pernas e dos braços.

Segundo, como você já perdeu peso, a diminuição de mamas, gluteos, coxas e pernas deve-se à perda de massa gorda e o metabolismo muscular PODE ESTAR alterado devido aos treinos fortes musculares.

Estresse físico e metabolismo das glândulas podem se alterar com o treino pesado. Porque toda reação de anabolismo (construção, formação) muscular vai atingir a hipófise (fica no cérebro, antes se chamava glândula pituitária ) e depois em cascata a tireoide, paratireoide, pâncreas, suprarrenal e ovários (nas mulheres) e testículos (nos homens). Uma situação corriqueira é a alta taxa de testosterona em mulheres que treinam musculação competitiva. Por que ocorre? Justamente porque a alta intensidade de treino foi alterando em cascata o metabolismo das glândulas e chegou lá no ovário diminuindo a produção de hormônios femininos (que precisam de gordura) e aumentando proporcionalmente a testosterona que é responsável pela força e formação de músculo

Sua dieta deve ser BALANCEADA. Coma carboidratos complexos, como batata doce, inhame, farinhas integrais, legumes, enfim, ingira alimentos saudáveis para sua idade.

O componente hormonal é de vital importância nessa faixa etária: você deve menstruar todos os meses, se isso não ocorrer, você deve procurar uma endocrinologista. Somente um médico pode indicar suplementação de remédios e anabolizantes.

Para minha humilde opinião, você deve procurar uma nutricionista, pois seu corpo depende de uma boa alimentação.

Atenção: em fase de crescimento, meninos crescem em altura até os 20-22 anos.

* O judô é um esporte que exige muita força corporal e os treinos de quedas geram um impacto absurdo nos ossos, o que pode inibir o crescimento de ossos longos em crianças que treinam competitivamente.

 

 

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. A professora de educação física e fisioterapeuta Milena Imaizumi responderá e-mails relacionados à saúde da mulher na área da atividade física, fisioterapia/obstetrícia, ginástica postural, ergonomia e RPG. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail não serão publicados.

ENVIAR PERGUNTA



Milena Imaizumi

Educadora física, pós-graduada em Fisiologia do Exercício e fisioterapeuta, pós-graduada em Fisioterapia Desportiva. Desde de 1997, atua como personal trainer há 15 anos na área de ginástica postural e RPG. Desde 2007, na área de uroginecologia trabalha com orientação e conscientização da saúde do homem, da mulher e de atletas quanto a musculatura pélvica e afecções. Supervisiona o curso de Fisioterapia em Obstetrícia e Uroginecolocogia da UNIFESP.



ENQUETE

Como você reage às tragédias veiculadas pela mídia?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.