DESTAQUES

Entrevista de emprego: o que os selecionadores esperam do candidato à vaga?

Roberto Santos 01/01/2016 COMPORTAMENTO
Selecionadores buscam não é a pessoa sem defeitos

por Roberto Santos

Resposta: Motivos de desligamento são uma grande fonte de ansiedade de entrevistados por acreditar que eles podem ter um efeito definitivo na sorte de um processo de seleção muito almejado. Especialmente quando esses motivos envolvem uma justa causa ou problemas sérios de relacionamento com chefes e/ou colegas, de fato, eles podem ter aquele efeito mas temos que enfrentar de peito aberto, pois fazem parte da nossa história; tentar encobri-los, disfarçá-los, omiti-los pode ter um efeito temporário de alívio ou fuga, mas o rebote pode ser pior, pois agora temos que lidar com aquele motivo do passado e a mentira do presente.

Motivos de desligamento

As perguntas enviadas abaixo indicam motivos muito mais fáceis de se explicar e de serem aceitos. Deixar um emprego por um motivo pessoal de doença em família é mais do que aceitável e certamente contará com a simpatia de selecionadores normais e humanos - e se não contar com isso, melhor nem continuar com esse processo. Um desligamento provocado por um "fracasso da firma", no caso abaixo, o cancelamento de um contrato cuja perspectiva levou a empresa à sua contratação, é um motivo muito compreensível no mundo atual de turbulências de mercado. Não há problema de se colocar ao lado do nome da empresa e do curto período trabalhado, algo como, "Motivo de saída: cancelamento de contrato de grande porte da empresa". Além disso, seria muito interessante você solicitar de seu ex-gerente uma carta comunicando esse fato relacionando-o com seu desligamento. Além dos motivos específicos, a outra consulta mais genérica é mais fácil ainda - o motivo de saída do atual emprego - é o real: o que levou à pessoa a buscar uma melhor oportunidade - de tipo de trabalho, de chefe melhor, de maior remuneração, melhores perspectivas de desenvolvimento e carreira, além de vários outros motivos pessoais como mudança de residência etc.

A pergunta abaixo é muito aberta, por isso, a resposta mais aberta a oferecer é contar a verdade. Se essa for baseada em reflexões maduras sobre seu trabalho e sua carreira e não apenas em caprichos sem fundamento, não há por que comunicar a realidade.

Pontos positivos

A quarta pergunta trata de como comunicar sobre os pontos positivos e negativos numa entrevista de emprego. Sobre esse tema, vocês poderão encontrar pelo menos umas quatro respostas dentro da minha coluna do Cyber Carreira - veja aqui. Mas para facilitar partindo de parte de uma dessas respostas, expando para você o que abordei anteriormente. Então, você tem dois caminhos para responder a essa pergunta: primeiro, usar uma lista de qualidades incríveis como pontos positivos e sair pela tangente com o tipo de resposta que fala e não diz nada, por exemplo, "trabalho demais", "sou perfeccionista", "sou muito exigente comigo mesmo" etc. E segundo, você poderia descrever como pontos fortes ou positivos, os elogios que recebeu de colegas, chefes e subordinados se você for chefe. Ou seja, não é você que está falando, mas você está repassando o que falaram de você.

Pontos negativos

Quanto aos pontos negativos, use a mesma regra, especialmente para aqueles feedbacks negativos que você procurou se adequar. Dessa forma, estará reconhecendo vulnerabilidades (isto é, você é humano e honesto) e demonstrando que procura se desenvolver com base no que aprende.

O que as empresas e seus selecionadores buscam em seus futuros colaboradores?

- não é a pessoa sem defeitos: um super-homem ou mulher-maravilha;

- o que se busca é um caráter confiável;

- controle emocional;

- capacidade de se relacionar com outras pessoas;

- facilidade de aprender com os erros;

- adaptar-se às mudanças.

Mostrar autoconhecimento nessa direção é o que você poderá mostrar como seu principal ponto forte ou positivo.

Perguntas enviadas

- Numa entrevista de emprego quando me perguntam qual o motivo da saída do atual não sei rsponder.

- Fui desligada de meu emprego no final da experiência, meu chefe falou que não foi por incompetência, muito pelo contrário, mas que a empresa tinha perdido um contrato importante e teve que cortar custos. Mas o que colocar no currículo no tempo de cargo e como dizer na entrevista para as empresas em que mando currículo.

- Posso dizer que saí, pois minha mãe teve câncer e sou filha única e precisava de tempo para cuidar dela?

- Boa tarde, amanhã irei fazer uma entrevista, na hora que perguntarem: quais são os pontos positivos e negativos, como devo responder?

 


 

 




Roberto Santos

Profissional de Recursos Humanos, com mais de 40 anos de atuação no mercado, Roberto teve diversas posições como profissional e executivo de RH em multinacionais de grande porte. É sócio-diretor da Ateliê RH, consultoria com mais de 14 anos de atuação no mercado, e distribuidor Hogan no Brasil. Mais informações: www.atelie-rh.com.br



ENQUETE

É possível ser você mesmo no ambiente de trabalho?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.