DESTAQUES

'Recasamento': como impor limite ao meu filho e ao do parceiro?

Anette Lewin 01/01/2016 COMPORTAMENTO
Imposição de limites e regras devem se adequar à idade da criança

por Anette Lewin

Os limites devem ser discutidos antes pelo novo casal para que haja uma coerência no que é passado para as crianças.Afinal, num novo casamento, os limites do casal ainda nem estão claros para o próprio casal, o que dirá para os filhos.

Deve se tomar cuidado para que as regras e limites impostos sejam adequados à idade de cada criança e, nesse sentido, se os filhos do novo marido e da nova esposa forem de idades diferentes as regras serão diferentes para cada um.

No inicio do novo casamento é comum os filhos respeitarem mais as regras colocadas por seus pais biológicos do que as colocadas pelo novo parceiro e isso deve ser respeitado, não se exigindo de imediato que a criança aceite sem protestar o que essa pessoa “estranha” manda!

De uma maneira geral, os limites não devem ser impostos de forma rígida e, dependendo da idade das crianças, podem até ser discutidos juntamente com elas. Afinal, crianças de pais separados às vezes demoram algum tempo para aceitar um novo relacionamento e deve-se levar em conta que para muitas delas, novas regras só serão aceitas quando a dor da perda diminuir.

Tenho uma enteada de 9 anos, que mente muito e faz chantagem com o pai
Acabei de casar, estou triste, porque vejo minha felicidade nas mãos da menina porque ela mente e faz malcriação. Meu esposo fica nervoso e muda. O que fazer? Ela mora com a gente porque nem a mãe quer morar com ela

Resposta: Se seu marido está sendo uma espécie de “refém” nas mãos da menina, é porque algo não está bem resolvido na cabeça dele. Talvez ele se sinta culpado pela separação e a menina acaba percebendo e se aproveitando da situação para chamar atenção.

Com o passar do tempo essas coisas costumam melhorar. Afinal, não podemos esquecer que a menina já foi rejeitada pela mãe e provavelmente tem muito medo que o pai também se “esqueça”dela. E a única forma de chamar atenção que ela aprendeu foi essa. Se você acredita nesse seu novo casamento, evite colocar tanto poder nas mãos de uma criança.

Sua felicidade não está vinculada ao comportamento da menina, mas sim no que você e seu marido conseguirem construir juntos! E antes de começar a construir, vocês têm que ter paciência para que todo mundo se adapte à nova situação. Tente se aproximar da menina aos poucos, quando ela estiver mais disponível; converse, pergunte coisas a ela e mostre que a relação com um adulto pode trazer mais do que um monte de broncas. Em geral, crianças carentes, como é o caso dessa, se sentem muito gratas quando alguém se interessa por elas.

 

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. A psicóloga Anette Lewin responderá sobre relacionamento amoroso, conflitos na vida a dois e conjugal. Esta resposta possui dois formatos: 1º formato: responder as perguntas enviadas pelos leitores. 2º) formato: de A a Z, explicar através de uma palavra em específico (verbete) o significado do que sentimos ao amar. Esta palavra será extraída de um e-mail enviado pelo leitor a esta coluna. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



Anette Lewin

É psicóloga graduada pela PUC/SP. É psicoterapeuta de adultos e adolescentes em consultório particular desde 1975 até a presente data. É coach em saúde mental.



ENQUETE

Como você vem cultivando suas relações?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.