DESTAQUES

Estou preparada para sair com o ex e ficar na boa?

Tatiana Ades 01/01/2016 AUTOCONHECIMENTO

por Tatiana Ades

O que difere a amizade colorida da amizade tradicional é a intimidade física. Nessa relação não há compromisso com fidelidade. Pode inclusive ocorrer de uma das pessoas envolvidas ajudar a outra a encontrar novos parceiros.

E os namorados ou casais que se separam e continuam a sair sem compromisso, até que ponto isso é saudável?

Após a separação deve-se ter um período de luto, onde se acostuma com a ausência do ex e reconstrói-se uma nova vida.

Uma amizade entre casais que se separam pode ser muito saudável caso o tempo de luto de ambos seja respeitado. De outra forma, o sexo e o “ficar” são usados para manter ainda um vínculo com o outro. O problema dessa situação é se alguma das partes ainda ama a outra e tem expectativas de volta. Dessa forma, pode-se sofrer muito, sabendo que quem foi seu, ainda está contigo, porém saindo com outras pessoas.

O caso de Telma

*Telma (minha conhecida) contou-me que após a separação com o ex-namorado, continuou a vê-lo por anos... Saiam sem compromisso e o sexo era constante. Porém quando o ex anunciava que estava namorando sério, ela sentia-se traída. Ela justificava que sua raiva tinha fundamento, uma vez que compromisso não precisava ser dito e firmado, estava sim nos atos.

Muitas mulheres reagem de forma diferente e conseguem seguir suas vidas saindo com o ex e com outros amigos coloridos. Assim como diversos homens fazem disso um estilo der vida.

O importante é respeitar sempre o seu tempo interno, estar preparada para ver o outro apaixonado e até receber um “não" definitivo.

No caso de Telma, a insegurança imperou. Ela desejava um compromisso sério com o ex, mas tinha só a possibilidade de alguns encontros e sofria por isso.

Abaixo formulei um teste para você verificar se está preparada para sair com ex:

1- Você fica com o ex por querer ter ainda controle sobre ele?

2 - Você fica com o ex por amá-lo ainda e o tempo que tiver com ele basta?

3 - Se sente traída quando ele sai com outras?

4 - Tem sentimentos de raiva, ciúme e humilhação?

5 - Percebe que está fazendo algo contra a sua vontade, mas não consegue dizer não?

Bem, se você respondeu pelo menos três alternativas como sim. Está presa numa amizade colorida que não é satisfatória para a sua saúde mental e emocional. Nesse caso vale a pena reavaliar a situação.

Caso não exista mais o vinculo afetivo (paixão, amor), não há problema em prosseguir, lembrando-se sempre de respeitar os seus limites e o do outro!

* nome fictício

 




Tatiana Ades

É psicanalista e escritora e teatróloga. Em seus livros, o foco de estudo é o comportamento humano e o amor patológico. Tem em seu currículo várias peças escritas e encenadas nos teatros de São Paulo, além de ter concorrido ao prêmio Shell de melhor texto teatral com Os Viúvos – Teatro Ruth Escobar (2003). Como escritora, em 1998, ganhou um concurso com o conto O silêncio da raposa. Eles são o resultado de uma pesquisa de três anos: Hades – Homens que amam demais e As escravas de Eros.



ENQUETE

Ninguém é muita areia para o caminhão de ninguém. Você concorda?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.