DESTAQUES

Não consigo terminar namoro de nove meses

Anette Lewin 01/01/2016 COMPORTAMENTO

Por Anette Lewin

Sempre que falo que não ‘tô’ gostando do relacionamento ela começa a chorar e tenho medo que ela possa tomar uma atitude suicida...

Resposta: Terminar um relacionamento requer, em princípio, os mesmos cuidados que iniciar: sensibilidade, cuidado e paciência. Você está tentando ser cuidadoso, já é um passo. Nesse momento, é melhor ouvir o que ela tem para desabafar do que falar qualquer coisa. Tudo o que você disser num clima emocional poderá ser interpretado como insegurança e renovar as ‘esperanças’ de uma volta, portanto ouça-a e só se manifeste para reafirmar, delicadamente, sua vontade de terminar. Quanto às atitudes dela de se machucar, etc, não se sinta culpado. Cada um tem uma forma de lidar com suas frustrações e não é você que vai mudar o jeito dela.

‘Dar um tempo’ pode ser o fim do namoro? 

Resposta: ‘Dar um tempo’ pode significar adeus sim. Apesar de seus 18 anos, você tem maturidade para entender isso. No entanto, pode ser literalmente dar um tempo e não sabemos o que se passa na cabeça dela. Se a sua sensibilidade aponta que ‘estar por perto’ tem mais sentido, faça disso a ‘coisa grande’ para tentar reconquistá-la. Esteja presente, mas sem pressioná-la, é o melhor que você pode oferecer nesse momento.

Ele terminou o namoro, mas vem visitar o cachorro
Foram cinco anos de namoro, mas ele deixou o cachorro dele aqui e vem sempre

Resposta: Seria melhor, ao invés de tentar entender o que ele quer com você, você tentar entender o que você quer com ele hoje. Se você investiu numa relação e agora está com pena de ‘perder’ o que investiu, pense 'maior'. Esqueça o que passou. Você pode acabar perdendo muito mais se insistir num relacionamento que não te dá mais retorno afetivo. Tenha uma conversa franca com ele, explique o que sente, peça para ele fazer o mesmo e, se for o caso, devolva o cachorro. Ou sugira ficarem um tempo afastados para entenderem melhor o que sentem. Afinal, são cinco anos e pode ser que o relacionamento esteja apenas passando por uma fase de crise.

Atenção!
As respostas desta coluna não substituem uma consulta ou acompanhamento de um profissional de psiquiatria e não se caracterizam como sendo um atendimento

 

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. A psicóloga Anette Lewin responderá sobre relacionamento amoroso, conflitos na vida a dois e conjugal. Esta resposta possui dois formatos: 1º formato: responder as perguntas enviadas pelos leitores. 2º) formato: de A a Z, explicar através de uma palavra em específico (verbete) o significado do que sentimos ao amar. Esta palavra será extraída de um e-mail enviado pelo leitor a esta coluna. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



Anette Lewin

É psicóloga graduada pela PUC/SP. É psicoterapeuta de adultos e adolescentes em consultório particular desde 1975 até a presente data. É coach em saúde mental.



ENQUETE

Você acredita na lei de causa e efeito ou lei do carma?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.