DESTAQUES

Autocura: organismo possui recursos naturais para curar doenças

Redação Vya Estelar 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR

por Nicole Witek

A psiconeuroimunologia é uma ciência recente. Desde os anos 1970 as pesquisas evidenciam o relacionamento entre o psiquismo e o sistema imunológico. Acho surpreendente colocar essas duas palavras juntas: psiquismo/ciência.

Porque de exato o psiquismo não tem nada. É uma entidade flutuante da qual não se sabe praticamente nada. Mas o importante é que hoje a ciência afirma que existe um vínculo entre o comportamento, o sistema nervoso, endócrino e imunológico. Há uma interação entre a alma e o corpo! Grande descoberta!

Quando verbalizamos as emoções e os sentimentos, diminuímos os riscos de palpitações, pontadas, dores, falta de ar e várias formas de doenças. Sabemos também que se encaramos de forma mais positiva os acontecimentos, ajudamos na recuperação da saúde.

A saúde, de fato, não depende da sorte, porém deve ser o estado normal de quem vive em harmonia com as leis da natureza. Quando o modo de viver afasta-se do plano inicial previsto para o homem (há milhões de anos em evolução neste planeta), sintomas e distúrbios aparecem.

São alarmes que se não procurarmos a sua causa, podem tornar-se algo mais grave. Quando tomamos um remédio, ao sinal de um sintoma, sem dar ao corpo um tempinho para descansar, energizar e equilibrar-se novamente sozinho, cria-se um estado de desequilíbrio crônico que leva às doenças gravíssimas.

Todas as doenças têm causas psíquicas e físicas que levam à intoxicação do organismo por substâncias que deveriam ser normalmente eliminadas. Voltar à saúde quer dizer livrar-se dessas substâncias.

Segundo a psiconeuroimunologia essas substâncias são geradas pelo próprio corpo em reação à adaptação psicológica, emocional, mental ou física às mudanças internas. Modificar os hábitos, o estilo de vida, parar o que levou à doença, será o primeiro passo para que nosso sistema possa voltar a funcionar normalmente. Precisa voltar para a raiz do que gerou as perturbações da saúde. O corpo tem seus próprios recursos.

Ter consciência que existem recursos dentro de si mesmo é essencial para ir em frente. Quando se decide ter saúde, o psiquismo é capaz de reunir as energias necessárias para colocar “em ordem a casa” e colocar de volta as funções fisiológicas em bom funcionamento.

Qual é o papel do yoga nessa situação?

Servir como maestro e organizar essa reunião amorosa do corpo com cada nível do ser humano.

A tecnologia do yoga através da respiração, será o elo entre os diferentes níveis que justificam a palavra: psico – neuro – imunologia!

E interessante lembrar que a palavra “yoga” vem da palavra sânscrita YUG, “união”. Uma simples sessão de hatha yoga, tranquila, terá o papel de reunir, como o yoga expressa, todos os elementos constitutivos do ser, até elementos invisíveis de nossas profundidades enigmaticas.

Para resumir muitos dos artigos anteriores: o yoga propõe diferentes práticas que estão relacionadas com o estilo de vida, a higiene mental e física, além de exercícios corporais, práticas de oxigenação profunda e finalmente exercícios psicossensoriais, relaxamento e meditação.

O grande segredo do yoga é justamente a participação ativa da mente em tudo que acontece no corpo durante esse momento: a consciência permeia todas as camadas e, segundo o yoga, onde o pensamento penetra, a energia vital é intensificada, fortalecida, favorecendo o funcionamento geral do ser humano para viver sua vida da melhor forma possível.

Para ir mais além, o pensamento tem uma extensão quase que “mágica”: a imaginação. Assim, o pensamento não se limita ao corpo, a imaginação utilizada em estado de profundo relaxamento pode estimular as forças da vida e operar a cura necessária para voltar ao equilíbrio.

Pense no yoga para ajudar seu médico, pense no yoga para se ajudar.




Redação Vya Estelar

Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.



ENQUETE

Você acredita na lei de causa e efeito ou lei do carma?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.