imagem de capa

Comportamento

Amor

Autoestima de cada um dos parceiros eleva a autoestima conjugal

Muitas vezes o relacionamento precisa passar por ajustes

por Eduardo Yabusaki

Muito se fala que se deve ter uma boa autoestima ou estar bem consigo mesma (o) para viver bem um relacionamento.

Mas na prática o que isso representa ou como se busca essa condição? Para responder essas questões, é preciso entender o papel da autoestima.

A autoestima diz respeito a como nos vemos e nos sentimos diante do mundo, reconhecendo nossos valores, princípios, personalidade, fraquezas... Enfim, como nos reconhecemos enquanto indivíduo e como interagimos com tudo que nos cerca: pessoas, trabalho, situações etc.

Nossos comportamentos, postura de vida e atitudes são vividos de forma única e adquirem um significado particular para cada um de nós com a influência da nossa personalidade e da autoestima.

Uma pessoa com boa autoestima em geral está equilibrada, se vê e se posiciona de uma forma que acredita ser a melhor e sente-se bem com seu momento presente. Enfim, a pessoa vive de forma harmoniosa e prazerosa, sem grandes conflitos.

No relacionamento não é diferente, pois ele só poderá ser bem vivido na medida em que se esteja bem consigo mesma, com o outro e com a vida a dois. O relacionamento deve ter um sentido e ser prazeroso para ambos.

Estratégia para elevar a autoestima conjugal: ajustes

Mas não basta querer ou esperar que ele aconteça assim. Muitas vezes o relacionamento precisa passar por ajustes e entendimentos para que se possa acertar as arestas e chegar a um ponto de equilíbrio com desejos e expectativas atendidas.

A autoestima é importante na medida em que cada uma das partes se sinta bem com o que vive no relacionamento e transmita ao outro esse sentimento. Assim o bem-estar de um nutre o mesmo sentimento no outro, como uma fonte inesgotável de troca, prazer e intimidade. Isso faz crescer a autoestima conjugal, ou seja, o bem-estar e a realização de ambos enquanto casal.

Portanto, cuidar da autoestima é um processo permanente e importante para a vida e para o relacionamento a dois.


Eduardo Yabusaki - Psicólogo e Sexólogo Especializado em Terapia Comportamental Cognitiva, Terapia de Casal e Terapia Sexual. Coordenador do Curso de Sexologia Clínica ministrado em diferentes cidades há mais de 15 anos. Docente convidado do Curso de Fromação em Sexologia Clínica de BH. Responsável pelo www.vidadecasalbh.com.br

O que você achou do novo Vya Estelar?