DESTAQUES

Você é verdadeiro em suas relações?

Patricia Gebrim 17/07/2017 COMPORTAMENTO
Você é verdadeiro em suas relações?
Fonte: imagem Pixabay
Quando nos amamos a tal ponto de não precisar da aprovação alheia, podemos queimar as máscaras

por Patrícia Gebrim

A verdade é como uma luz que revela tudo sob o qual incide, assim não é tão fácil ser verdadeiro. Quando nossa casa está impecavelmente limpa, a verdade só a faz brilhar mais. Mas o fato é que, sob sua intensa luz, as imperfeições são inevitavelmente reveladas, o que faz com que muitos optem por viver à meia-luz.

Em um ambiente, até que essa pode ser uma boa ideia, aquela luz indireta, suave, que torna tudo mais aconchegante e romântico.

Mas o que acontece quando usamos essa estratégia na vida?

Mostrar pouco para que não se percebam as falhas. Usar de meias-atitudes, meias- palavras. Nos oferecer pela metade, apenas a metade que achamos bela, e esconder a feiura sob os tapetes, sob as máscaras, sob nossas falsas imagens idealizadas. Num primeiro momento até pode funcionar. Iludimos as pessoas, as manipulamos, seduzimos, enganamos.

Mas qual é o preço que pagamos?

Você já pensou nisso?

Ter que manter a ilusão daí para frente. Não poder nunca ser quem de fato somos.

Nunca sabermos se somos de fato amados, ou se é a mentira em nós que está angariando isso que chamamos de amor.

Quer saber? Complicamos demais a vida.

Criamos um circo e passamos a vida nos equilibrando em cabos suspensos, sempre à beira de uma queda, sem redes de proteção. Não há paz. Não há confiança.

Preste atenção.

Mais fácil mesmo é mostrar logo de cara a verdade e pronto!

De preferência comece pelo que está quebrado.

Isso nos liberta de um imenso peso. O peso de ter que agradar. O peso de ter que memorizar mentiras. O peso de ter que esconder coisas. O peso de temer não ser aceito.

É peso demais.

Quando nos amamos a tal ponto de não precisar da aprovação alheia, podemos queimar as máscaras e simplesmente ser quem somos. Nos permitimos a leveza. Nos autorizamos a vida.

Falsas imagens de perfeição não têm vida.

Acabam por apodrecer e se desfazer um dia.

Não queremos nos relacionar com pedaços de papelão.

Não há nada mais encantador do que uma imperfeição com cheiro de verdade.




TAGS :

    verdade, relacionamentos, máscaras

Patricia Gebrim

É Psicóloga Clínica, atua numa abordagem transpessoal. Seu trabalho é direcionado a favorecer o autoconhecimento e a transformação das crenças limitadoras que nos mantêm aprisionados a padrões repetitivos de escolhas. É escritora, publicou 'Gente que mora dentro da gente' e o best-seller 'Palavra de Criança' pela editora Pensamento



ENQUETE

Você se sente infeliz no trabalho?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.