DESTAQUES

Você não tem tempo ou não tem vida?

Dulce Magalhães 05/02/2018 AUTOCONHECIMENTO
Você não tem tempo ou não tem vida?
Fonte: imagem Pixabay
É possível ganhar mais tempo no seu dia a dia sem correria; saiba como

Por Dulce Magalhães

Tempo é o recurso onde fazemos a vida acontecer. Porém, muitas vezes estamos inconscientes da importância desse recurso e o desperdiçamos naquilo que não tem valor.

TEXTO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE



O tema da boa gestão do tempo é recorrente e representa uma busca contínua para um grande número de pessoas. Naturalmente, em um mundo com aumento constante da complexidade, com um volume enorme de informações e uma sofisticação dos níveis de desafio, manter-se com um bom rendimento no tempo exige uma nova fórmula para equilibrar a vida.

Os antigos e já conhecidos métodos não são suficientes para atender as demandas que só um novo paradigma pode resolver. É necessário ganhar ¨novos olhos¨ para ver a alternativa, o novo e o diferente na realidade de sempre.

Tempo e vida são sinônimos absolutos. Se queremos entender melhor como está o uso de nosso tempo, podemos trocar a palavra tempo por vida. Por exemplo, quando você diz:

- Não tenho tempo para nada.

De fato você está dizendo:

- Não tenho vida para nada.

Se você já afirmou:

- Estou sem tempo para cuidar de mim agora.

Está, na verdade, dizendo:

- Não tenho vida para cuidar de mim agora.

Troque a palavra tempo por vida e tudo ficará muito mais contundente e fácil de compreender quais são as verdadeiras prioridades. Aliás, é disso que se trata a gestão do tempo, eleição de prioridades.

Há dois critérios para definir uma prioridade:

Impacto

Aquilo que produz mais resultados e tem repercussão positiva. Por exemplo, para alguém que deseja administrar bem o seu tempo, o que produz mais impacto é cortar todas as atividades que não tenham relação direta com o resultado que se pretende. Impacto é a medida do resultado.

Relevância

É aquilo que tem mais valor, o que representa a expressão de nosso desejo de uma forma mais completa. No exemplo do corte de atividades, temos que levar em conta a vida que desejamos, e pode ser muito relevante manter a brincadeira com os filhos todos os dias. Relevância é a medida da realização.

Tendo em vista estes dois critérios podemos eleger o que realmente são nossas prioridades e tomar decisões que proporcionem não só mais tempo, mas também um tempo de melhor qualidade. A questão da gestão do tempo não se resume a encontrar maneiras de dar conta das tarefas. De fato, trata-se de algo muito mais importante, a definição da vida que almejamos.

A essência da administração do tempo é tornar-se eficaz – entregando resultados; sendo eficiente – utilizando o melhor método; para desfrutar mais da vida.

Ganhar tempo significa viver melhor, não usar atalhos ou pular etapas. Que seu tempo tenha sempre a qualidade que uma boa vida merece.

Reflita sobre isso. Suerte!




TAGS :

    como, não, correr, contra, relógio, gerir, administrar, tempo

Dulce Magalhães

Ph.D. em Filosofia com foco em Planejamento de Carreira pela Universidade Columbia (USA); Mestre em Comunicação Empresarial pela Universidade de Londres (Inglaterra); autora dos livros: O foco define a sorte; Manual da Disciplina para Indisciplinados; Superdicas para Administrar o Tempo e Aproveitar Melhor a Vida. Especialização em Educação de Adultos pelas Universidades de Roma (Itália) e Oxford (Inglaterra).



ENQUETE

Qual é o verdadeiro mês das noivas?








VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.