DESTAQUES

Entenda o que é a capacidade de carga turística de uma cidade

Marilena Lavorato 01/01/2016 SERVIÇOS
Capacidade de carga turística é mais do que oferecer estadia

por Marilena Lavorato

Eventos como Copa do Mundo e Jogos Olímpicos sobrecarregam em demasia a infraestrutura das cidades bem como a mobilidade urbana.

Sabemos da importância do planejamento para que eventos dessa envergadura não causem impactos negativos ao meio ambiente natural e social.

Há uma sobrecarga nos transportes, nas emissões e geração de resíduos, e devemos ficar atento à nossa capacidade de carga, um conceito que surgiu para ajudar os empreendimentos turísticos em seus impactos naturais e sociais.

Vamos conhecê-los e usá-los:

O primeiro conceito surgiu nos Estados Unidos por volta de 1950, tomando emprestado fundamentos da ecologia. Seu autor, Carryng Capacity definiu capacidade de carga da seguinte forma: "Capacidade de carga é a população máxima de determinadas espécies (humanos e animais) que uma área pode suportar sem reduzir sua capacidade de suportar essas espécies no futuro".

Em 1990, Elizabeth Boo, definiu o conceito de capacidade de carga turística (Ecotourism The Potentials and Pitfalls) da seguinte forma:

"Capacidade de carga turística é o número máximo de visitas num determinado período de tempo (dia ou mês ou ano) que uma área pode suportar, antes que ocorram alterações no meio físico e social": excesso de lixo gerado, excesso de consumo de água, de energia, de emissões...

Hoje o conceito ajuda de forma pontual, pois a situação é muito mais complexa, e não se restringe apenas à estadia dos visitantes no local, mas também em relação a todo esforço necessário para sua mobilidade (antes, durante e após), assim como o esforço de infraestrutura para receber os visitantes: montar banheiros químicos, estacionamentos, colocar mais transporte publico, colocar coletores de lixo ... e, depois de encerrado o evento, fazer toda a limpeza, destinar o lixo etc.

Torçamos para que tudo seja cuidadosamente observado e que medidas de minimização sejam colocadas: coletores para lixo e coleta seletiva para minimazar impactos negativos ao meio ambiente natural como lixo entupindo bueiros e indo para os rios causando poluição.




Marilena Lavorato

É Publicitária (PUCC) com especialização em Marketing (ESPM), Negócios (FGV/SP), Sociologia e Política (EPGSP/SP), Gestão Ambiental (IETEC), e Gestão Empresarial Estratégica (USP). Organizadora do Programa Benchmarking Ambiental Brasileiro, Co-Editora do Livro BenchMais, Presidente do Comitê de Sustentabilidade do Instituto Mais, Professora e conferencista para os temas Benchmarking Ambiental e Marketing Verde em universidades e congressos. Mais informações: www.institutomais.org



ENQUETE

O Jornal da Cultura veiculou matéria apontando que o brasileiro não está animado com a Copa do Mundo. E você, está empolgado?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.