DESTAQUES

Ele nunca se apaixonou e me disse para não criar expectativas. O que faço?

Eduardo Yabusaki 01/01/2016 PSICOLOGIA
Por que não se esforçar em enfrentar essa dificuldade e superá-la?

por Eduardo Yabusaki

Uma pessoa ao afirmar que nunca sentiu paixão, independente dessa ter sido correspondida ou não, revela sérias dificuldades em se envolver mais profundamente ou não consegue se entregar aos próprios sentimentos.

No entanto, se você acha que essa pessoa vale a pena, talvez com empenho e compreensão, essa situação possa ser superada. Mas pode não ser tão fácil isso acontecer.

O que não dá certo, é o outro usar esse tipo de argumento (nunca me apaixonei) para evitar um relacionamento mais sério.

Por que não se esforçar em enfrentar essa dificuldade e superá-la?

O esperado é que a paixão aconteça naturalmente. Porém, às vezes isso não ocorre, pois pode existir um trauma em relação a se envolver mais profundamente ou uma história do passado mal resolvida. Isso impede que os sentimentos fluam com intensidade (ou naturalidade) e cresçam com o decorrer do relacionamento.

Listo aqui um passo-a-passo para tentar resolver esaa situação.

Seis passos para desbloquear a paixão:

1º) É trazer à tona essa situação: a dificuldade de se envolver mais profundamente e se entregar aos sentimentos;

2º) Se a pessoa reconhece essa dificuldade: ponto positivo para a resolução ou mesmo uma mudança de comportamento;

3º) Se a pessoa relaxar e se permitir envolver, um problema que até então parecia de difícil solução pode ser resolvido a curto prazo;

4º) Mais do que paciência, é preciso acreditar na capacidade de enfrentar e superar esse bloqueio de sentimentos permitindo mais proximidade (intimidade) e intensidade a si e ao outro;

5º) Se permita viver os sentimentos livremente, sem censura e medo;

6º) Viver o apaixonamento é sempre muito bom, gostoso e saudável, dirija o olhar para uma característica do seu par que seja muito virtuosa; e que o faça admirá-lo.

Um relacionamento não se sustenta se não houver perspectivas quanto ao seu crescimento e futuro, portanto sempre se deve cultivar o entendimento e privilegiar os bons sentimentos como carinho, amor etc.




Eduardo Yabusaki

Eduardo Yabusaki - Psicólogo e Sexólogo Especializado em Terapia Comportamental Cognitiva, Terapia de Casal e Terapia Sexual. Coordenador do Curso de Sexologia Clínica ministrado em diferentes cidades há mais de 15 anos. Docente convidado do Curso de Fromação em Sexologia Clínica de BH. Responsável pelo www.vidadecasalbh.com.br



ENQUETE

O Jornal da Cultura veiculou matéria apontando que o brasileiro não está animado com a Copa do Mundo. E você, está empolgado?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.