DESTAQUES

Beber pesado na adolescência pode levar ao vício na idade adulta; indica estudo

Redação Vya Estelar 01/01/2016 COMPORTAMENTO

Pesquisa divulgada pelo CISA aponta que metade dos homens que faziam uso pesado de álcool na juventude permanece com hábito no início da idade adulta

O padrão nocivo de consumo de álcool por adolescentes tem exposto esse público a diversos riscos como ferimentos, violência interpessoal ou gravidez não planejada.

As consequências negativas desse hábito, no entanto, podem permanecer no início da idade adulta. Essa indicação faz parte dos resultados apresentados pela pesquisa sobre o comportamento de beber pesado divulgada pelo CISA - Centro de Informações sobre Saúde e Álcool, organização não governamental e uma das principais fontes de dados sobre o tema no País.

O estudo foi organizado em três frentes:

(a) Se os dados experimentais indicavam que o beber em padrão binge* comprometia o tecido hepático.

(b) Se os dados comportamentais apontavam que jovens que fizessem uso de álcool nesse padrão tivessem maior risco de serem bebedores pesados (e desenvolver cirrose) na idade adulta.

(c) Se os dados epidemiológicos apoiavam a hipótese de que há um aumento do risco de desenvolvimento de cirrose relacionado ao padrão binge.

De acordo com os autores do estudo, o beber em binge lesiona o tecido hepático e episódios repetidos do uso de álcool nesse tipo de padrão pioram os danos no tecido do fígado.

Na análise comportamental, a indicação é que metade dos jovens que faziam consumo binge de álcool continuou a fazê-lo no início da idade adulta. Por isso, os autores alertam que esse tipo de comportamento é um forte indício para se tornar um bebedor crônico na idade adulta.

Outro resultado da pesquisa aponta que 7,5% dos bebedores binge e 16,1% dos bebedores diários desenvolveram cirrose, enquanto que 32% dos pacientes cirróticos podiam ser classificados como bebedores pesados.

Diante desses resultados, os autores indicam que o beber em padrão binge está associado a importantes danos ao tecido hepático, podendo ser considerado um fator preditor e de risco para o desenvolvimento de padrões nocivos de consumo e das doenças associadas, entre elas a cirrose alcoólica.

* Padrão binge drinking é definido pelo National Institute on Alcohol Abuse and Alcoholism - NIAAA, como o consumo de cinco ou mais doses alcoólicas por homens ou de quatro ou mais doses por mulheres dentro do período de duas horas.

Título: Effect on binge drinking on the liver: an alarming public health issue? / Beber pesado episódico e efeito no fígado: um assunto alarmante para a saúde pública?

Autores: Mathurin P, Deltenre P

Fonte: Gut 2009. [Ahead of Print]




Redação Vya Estelar



ENQUETE

O Jornal da Cultura veiculou matéria apontando que o brasileiro não está animado com a Copa do Mundo. E você, está empolgado?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.