DESTAQUES

O meu namorado vive me pedindo favores. Será que estou sendo usada?

Eduardo Yabusaki 01/01/2016 COMPORTAMENTO
Em relação intensa fazer favores pode ser saudável

por Eduardo Yabusaki

"Isso não ocorreu em namoros anteriores. Sinto que talvez ele não me admire o suficiente"

Antes de pensar sobre essas questões, uma coisa fica clara e evidente: sua insegurança.

Portanto, cuidado com as interpretações distorcidas que podem ser influenciadas ou mesmo determinadas por medos e receios que são gerados por insegurança e falta de autoconfiança.

Avalie se isso está acontecendo, caso afirmativo procure resolver o que a mobiliza negativamente. Ou seja, o que a deixa assim temerosa e insegura; se questões que envolvem sua autoestima, ou se atitudes dele que te desagradam.

Se isso não estiver ocorrendo, é preciso refletir. Pedir favores ao par é um problema ou isso é fruto de uma relação intensa e de troca?

Depende, se o relacionamento é distante, não evolui ou caminhe para um envolvimento maior, isso declarado por ambos, pode sim parecer abuso ou mesmo uso de seus préstimos.

Por outro lado, se o relacionamento é intenso, de forte envolvimento entre as partes de muita participação e cumplicidade, pedir favores pode ser um indicador de aprofundamento e confiança ainda maior entre as partes. Portanto, não se fixe no fato em si, mas no seu significado dentro do relacionamento.

Existem situações em que um pede a todo instante favores, pelo simples hábito, e não com intenção de submeter ou usar o outro; ou mesmo pede para pagar uma conta, pois sua jornada de trabalho não permite que ele(a) faça essa tarefa; ajudar pode ser um grande prazer a quem atende e de grande valia para quem é favorecido.

Admiração

A admiração é uma outra questão importante nos relacionamentos, é um aspecto que fortalece o vínculo e o respeito. Portanto, avalie melhor se isso que sente é verdadeiro ou uma impressão sua. Se essa falta de admiração não é clara ou declarada, pode estar novamente diante de uma situação em que esteja influenciado(a) pela sua autoestima ou algum incômodo que esteja vivendo em relação ao namoro. Neste caso procure esclarecer para você mesma o que esteja provocando esse sentimento e trate de desfazê-lo.

Se isso for declarado, é preciso que seja conversado, e nesse caso é essencial um bom canal de comunicação para que ambos possam expor suas ideias e sentimentos. E dessa forma, juntos, possam buscar caminhos para superar a situação.

Não se deve deixar que esses fatos tomem uma proporção indevida e provoque um desgaste excessivo no namoro.

Se o casal conseguir se harmonizar, a partir de então, mais do que gerar conflitos, deve-se procurar curtir o namoro e a convivência. Isso sim constrói um bom relacionamento e traz perspectivas positivas para o futuro.




Eduardo Yabusaki

Eduardo Yabusaki - Psicólogo e Sexólogo Especializado em Terapia Comportamental Cognitiva, Terapia de Casal e Terapia Sexual. Coordenador do Curso de Sexologia Clínica ministrado em diferentes cidades há mais de 15 anos. Docente convidado do Curso de Fromação em Sexologia Clínica de BH. Responsável pelo www.vidadecasalbh.com.br



ENQUETE

Você se sente infeliz no trabalho?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.