DESTAQUES

Por que eles namoram mas não assumem?

Anette Lewin 01/01/2016 COMPORTAMENTO
Insegurança está entre as causas

por Anette Lewin

"Já estou com meu namorado há seis anos e até hoje ele não me assumiu publicamente. Brigamos mais uma vez e ele me excluiu do Facebook. Não pedi para me adicionar de novo, pois também não sei se quero. Eu ainda o amo, mas é uma relação sem futuro. Nem sei mais o que fazer."

Resposta: Existem pessoas que sabem manter um relacionamento amoroso mas, por medo de correr riscos, não conseguem direcioná-lo para um patamar mais estável.

Dizem sempre sim quando querem dizer não, aceitam quase todas as propostas do parceiro com um sorriso nos lábios e, uma hora, acabam percebendo que não conseguem sair da armadilha que elas mesmas criaram. Talvez esse seja o seu caso.

Seu relacionamento parece ter chegado a um falso equilíbrio. Ruim para você, que sonha com um futuro a dois e, conveniente, embora conflituoso, para ele que vai adiando o compromisso provavelmente por insegurança.

Por que eles namoram, mas não assumem?

- por insegurança;

- homens que evitam expor suas parceiras publicamente em geral não estão suficientemente amadurecidos para lidar com escolhas reais.

- ouvem e contam aos amigos histórias fantásticas sobre as mulheres que conquistam e, para manter a imagem, escondem a parceira de carne e osso que pode não estar à altura dos papos de botequim;

- esperam por uma "princesa encantada" e, enquanto ela não chega, passam o tempo com uma pessoa conveniente;

- ou então não acham interessante assumir compromissos por puro egoísmo, próprio da imaturidade para a vida a dois.

Assim, se até agora você nada cobrou por medo de perder seu namorado, se ele está inseguro para assumir um compromisso afetivo, e se você quer fazer alguma coisa pela relação, comece, já que estão brigados, por esperar que ele a procure.

Provavelmente, pelo que você escreve, a iniciativa de voltar nos casos de briga, deve ter sido sempre sua. Está na hora de deixá-lo agir pela relação. Se ele tomar essa iniciativa, abrem-se as portas para uma conversa mais sincera a favor de uma relação mais clara. Caso, porém, ele não a procure, é possivel que essa relação só se mantenha porque você a segura e aí, cabe a você decidir se quer insistir mesmo assim.

Não podemos esquecer, porém, que pessoas inseguras podem amadurecer com o tempo. Conheço casais que depois de um longo namoro, como o seu, ficaram juntos e vivem bem. Outros que romperam quando o falso equilíbrio balançou. Todos eles, porém, enfrentaram e quebraram a falsa homeostase arriscando novas atitudes. Do mesmo jeito que você está pensando em fazer. É claro que não é aconselhável romper bruscamente esse equilibrio. Use sua sensibilidade para entender quando é o momento correto para colocar sua vontade ou discordar de uma ideia dele.

Vá mostrando, aos poucos, como é sua forma de pensar, inclusive sobre a relação. Pode ser que ele se apaixone mais pela sua verdadeira pessoa do que pela pessoa conveniente que você mostrou ser esses anos todos. Se isso não acontecer, pelo menos você sairá da relação com a sensação que tentou. Como diz o ditado, melhor se arrepender do que fez do que se arrepender do que não fez.

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. A psicóloga Anette Lewin responderá sobre relacionamento amoroso, conflitos na vida a dois e conjugal. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



Anette Lewin

É psicóloga graduada pela PUC/SP. É psicoterapeuta de adultos e adolescentes em consultório particular desde 1975 até a presente data. É coach em saúde mental.



ENQUETE

O Jornal da Cultura veiculou matéria apontando que o brasileiro não está animado com a Copa do Mundo. E você, está empolgado?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.