DESTAQUES

Minha enteada adolescente é mimada pelo pai e não sei lidar com isso

Anette Lewin 01/01/2016 COMPORTAMENTO
Tente não competir com ela

por Anette Lewin

"Moro com um homem faz oito meses. Ele tem uma filha adolescente que fica conosco nos finais de semana. Não concordo com algumas posturas de proteção extrema. Temos brigado bastante por causa disso. Por exemplo, ele não se importa que ela durma com a gente no mesmo quarto quando viajamos, pois não quer deixá-la sozinha. Numa viagem de ônibus, temos que dividir o tempo para sentar ao lado dele, para ela não se sentir excluída; também reprograma passeios e viagens em virtude dela não gostar de caminhar e fazer muito esforço. Quando saímos, eles ficam de mãos dadas. A menina não sai sozinha, nem mesmo se for perto. Gostaria de uma orientação."

Resposta: O melhor que você tem a fazer é dar tempo ao tempo! Os comportamentos da adolescente descritos por você são típicos da idade e refletem a insegurança de filhos de pais separados.

Quando a menina começar a sair com sua turma essa situação se inverterá e, provavelmente, ela não vai mais achar a menor graça em estar perto do pai o tempo todo.

Por enquanto, como ela ainda não tem namorado, prefere "namorar" o pai do que correr o risco de se frustrar com algum garoto que não lhe dê bola. Tente não competir com ela. Afinal, cada uma de vocês tem uma importância diferente na vida do seu marido.

Pelo contrário, quando possível, converse com ela, fale sobre você e, por que não, conquiste sua confiança. Talvez, no começo ela se mostre resistente e desconfiada com essa mudança, mas depois a tendência é que ela comece a se aproximar também.

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. A psicóloga Anette Lewin responderá sobre relacionamento amoroso, conflitos na vida a dois e conjugal. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



Anette Lewin

É psicóloga graduada pela PUC/SP. É psicoterapeuta de adultos e adolescentes em consultório particular desde 1975 até a presente data. É coach em saúde mental.



ENQUETE

Você toparia ter um relacionamento de “amizade com benefícios”? Tratam-se de amigos que se tornam parceiros sexuais sem deixar isso interferir na amizade; o termo vem da expressão 'friends with benefits'.





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.