DESTAQUES

É a primeira vez que vou à casa dos pais dele. Como devo me comportar?

Anette Lewin 01/01/2016 COMPORTAMENTO
Primeira visita não é um pedido de casamento

por Anette Lewin

"Caso sinta-se muito "perdida", use o olhar para pedir ajuda ao seu (sua) parceiro (a) ; e procure não estender demais esse primeiro encontro familiar. Em geral, ele não será muito confortável para ninguém"

Resposta: A primeira visita à casa dos pais do namorado (a) em geral causa muita ansiedade a todos os envolvidos. Isso porque, formalmente, família está associada a compromisso.

O que mais aflige a todos é a questão do julgamento: a pessoa se sente como se estivesse indo a um tribunal onde será observada, testada, questionada, avaliada e... aprovada. Ou não...

É claro que tudo isso é um exagero. Nada se dicidirá em uma visita e pais não resolvem o futuro do namoro. Podem influenciar, mas nada destruirá um namoro que vai bem.

Quanto mais natural for o comportamento do "visitante", melhor. Nada de trazer um script pronto: esteja preparado(a) para reagir de acordo com o que for acontecendo. Evite ser muito ostensiva(o), levar presentes exagerados ou usar uma linguagem muito formal. Por outro lado nada de usar uma linguagem cheia de gírias. Evite tambem demonstrações afetivas como beijos e abraços mais ousados na frente de todos; guarde essas demonstrações para quando estiverem a sós.

Lembre-se que uma primeira visita não é um pedido de casamento; portanto evite falar sobre seus sentimentos ou intenções futuras; tente ater-se a temas corriqueiros ou comentários sobre o assunto que estiver em pauta.

Caso sinta-se muito "perdida", use o olhar para pedir ajuda ao seu (sua) parceiro (a) e procure não estender demais esse primeiro encontro familiar. Em geral, ele não será muito confortável para ninguém

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. A psicóloga Anette Lewin responderá sobre relacionamento amoroso, conflitos na vida a dois e conjugal. Esta resposta possui dois formatos: 1º formato: responder as perguntas enviadas pelos leitores. 2º) formato: de A a Z, explicar através de uma palavra em específico (verbete) o significado do que sentimos ao amar. Esta palavra será extraída de um e-mail enviado pelo leitor a esta coluna. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



Anette Lewin

É psicóloga graduada pela PUC/SP. É psicoterapeuta de adultos e adolescentes em consultório particular desde 1975 até a presente data. É coach em saúde mental.



ENQUETE

Você se sente infeliz no trabalho?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.