DESTAQUES

Rotina obedece caminhos preestabelecidos pela preguiça

Roberto Shinyashiki 01/01/2016 COMPORTAMENTO

por Roberto Shinyashiki

Todos nos queixamos da rotina e desejamos abandoná-la, mas poucos realmente fazem algo para transformá-la em uma vida com mais emoção. Parece que não nos damos conta de que cada um de nós, individualmente, é responsável pela mesmice em que vive.

Afinal, o que é a rotina? De acordo com sociólogo italiano Francesco Alberoni, a rotina "É o abandono dos projetos mais vivos, mais fantasiosos, mais capazes, mais ricos, mais alegres, mais fascinantes, feitos de emoções intensas, de coisas maravilhosas, de descobertas constantes e até mesmo de riscos".

A rotina obedece a caminhos preestabelecidos pela preguiça, comodidade ou pelo medo de arriscar e de avançar na vida.

A rotina é, enfim, a repetição das respostas, dos comportamentos que temos. É a falta de imaginação.

Você poderá argumentar: "Mas eu não sou criativo!"

Engano seu.  A criatividade é um potencial que todos nós temos.  A diferença é que uns a desenvolvem mais que outros.

Então, por que não ser você também uma pessoa disposta a sair da rotina?

É claro que são muitos os que falham ao tentar remediar a ditadura da vida sempre igual com férias, viagens, terapias, experiências extraconjugais etc. Essas ações, por não serem realizadas com amor e entusiasmo, acabam também se tornando rotina.

Mas isso não quer dizer que você esteja condenado a uma vida sem sabor e sem cor.

Combata a rotina, saia do lugar comum.

Surpreenda as pessoas com ideias, ações, programas e planos fora do que é comum no seu dia a dia.

Seja criativo e a sua vida vai se encher de alegria e emoções.

 




Roberto Shinyashiki

É médico psiquiatra, com especialização em Administração de Empresas (MBA USP), é consultor organizacional, palestrante e autor de 12 títulos, entre eles o lançamento “Tudo ou Nada”, “Heróis de Verdade”, “Amar pode dar certo”, “O sucesso é ser feliz” e “A carícia essencial”. Mais informações: www.shinyashiki.com.br



ENQUETE

Você toparia ter um relacionamento de “amizade com benefícios”? Tratam-se de amigos que se tornam parceiros sexuais sem deixar isso interferir na amizade; o termo vem da expressão 'friends with benefits'.





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.