DESTAQUES

Como se alimentar bem mesmo morando sozinho

Patricia Davidson Haiat 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR
Essa estratégia começa no supermercado

por Patricia Davidson Haiat

Hoje muitas pessoas optam por sair mais cedo de casa e morar sozinho, mas claro que sentem falta da comida caseira e fresquinha que tinham quando chegavam em casa. Esse é o nosso assunto de hoje: como se alimentar bem mesmo na correria e morando sozinho.

Não podemos negar que a alimentação fica prejudicada na maioria das vezes, porque não tem ninguém que faça a comida ou porque o consumo não é tão grande e tudo acaba estragando mais fácil. Tudo isso desanima na hora de ir às compras. Com isso, as opções se restringem a congelados, enlatados, macarrão e sopas instantâneos e tudo que for mais fácil de fazer. Mas aí moram perigos que podem prejudicar bastante a saúde.

Os enlatados não devem ser consumidos livremente, porque imagina a quantidade de aditivos que a indústria tem que colocar para que um feijão em lata tenha validade de 6 meses, por exemplo. Além disso, o verniz interno libera substâncias tóxicas e quando é rompido o alumínio da lata contamina também, por isso sempre vale a dica de não guardar nenhum enlatado na própria lata depois de aberto.

Já existem opções mais saudáveis com embalagens a vácuo de feijões, grãos de bico, etc... onde só é necessário dar uma temperadinha rápida e esquentar.

Opte pelo fogão

E falando em esquentar, dê preferência ao bom e velho fogão. Deixe o micro-ondas para situações mais esporádicas, porque esquentar a comida nesse forno aumenta a produção de radicais livres no alimento (clique aqui e leia mais); e nunca esquente sua comida em recipiente plástico, isso aumenta e muito a liberação de toxinas do plástico para o alimento. Essas toxinas podem interferir com a parte hormonal, principalmente na fertilidade masculina.

E para quem é fã das grandes estrelas dos armários dos solteiros: macarrão e sopa instantâneos, tome cuidado! Eles são ricos em gordura, aditivos químicos e sal, MUITO sal! Por isso, pelo menos, não utilize o sachet que vem junto, ali se concentram a grande parte desses malefícios. Tudo por conta principalmente de um aditivo, glutamato monossódico, que deixa a pessoa mais irritada, aumenta a pressão, o colesterol e ainda causa enormes prejuízos cerebrais.

No caso do macarrão, uma saída é optar por versões instantâneas integrais ou voltar para o velho macarrão que também fica pronto rápido e para o toque final já temos molhos chamadas de “passatas” que não têm conservantes e aditivos. Além do mais, dão um sabor todo especial ao prato.

E as saladas? Esse é um item que praticamente não existe na maioria da casa dos solteiros, porque sempre estraga. Uma boa opção é comprar as folhas já lavadas e em porções que estão à venda em grandes supermercados. O mesmo vale para fruta que são vendidas recém-cortadas. As polpas de frutas também podem ser utilizadas, assim como a água de coco que também pode ser congelada.

No caso dos legumes, também já encontramos em versões já descascadas e pronta para o cozimento ou então os congelados de brócolis, couve-flor, milho etc... são ótimas opções.

Para completar o prato, só falta a fonte de proteína animal (carne, frango, peixe e ovo). Ótimo seria se a pessoa tivesse pelo menos uma vez por semana alguém que preparasse e congelasse. Mas se isso não é possível os supermercados já vendem bandejas de um ou dois bifes ou carne cortados em escalope que dá para preparar uma ou duas porções.

Bom, vemos que com um pouco de organização e força de vontade os solteiros podem ter uma alimentação mais saudável, sem desperdício e com muito sabor.




Patricia Davidson Haiat



ENQUETE

Você revidaria uma traição?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.