DESTAQUES

Será que sofro de fobia social?

Joel Rennó Jr. 01/01/2016 COMPORTAMENTO

por Joel Rennó Jr.

"Não consigo me expor de jeito nenhum, mesmo tendo competência. Fico vermelha quando falo com pessoas estranhas."

Resposta: A fobia social ou transtorno de ansiedade social é caracterizada por uma timidez excessiva. As pessoas têm medo de serem avaliadas ou julgadas negativamente em situações de exposição. Apresentam sintomas e sinais como taquicardia (aceleração dos batimentos cardíacos), rubor facial, tonturas, tremores, boca seca, sudorese (suor excessivo nas mãos e pés) e até falta de ar, perante por exemplo, a apresentação de um seminário na empresa. O sofrimento psíquico é intenso, tais pessoas podem ficar tão constrangidas a ponto de evitarem pessoas ou situações onde haja uma exposição, conhecida como esquiva fóbica. As pessoas podem se isolar e até fazer uso de álcool ou 'calmantes' para aliviar a ansiedade. A associação com outros distúrbios psiquiátricos como depressão, etc, é comum. O tratamento consiste em medicamento antidepressivo (principalmente os que atuam na serotonina) acompanhado de psicoterapia cognitivo-comportamental.

Será depressão pós-parto?
Acabei de ter um bebê e não sei se tenho depressão pós-parto. Está cada dia mais difícil sorrir e me comunicar com as pessoas

Resposta: Cerca de 10 a 25% das gestantes podem ter depressão na gravidez. Já no pós-parto, a depressão pode atingir entre 10 e 20% das mulheres. Ainda há um subdiagnóstico (ou falta de diagnóstico) da depressão na gestação. Se a depressão não é detectada na gestação, pode prejudicar a evolução psíquica do pós-parto. Hoje, temos tratamentos seguros e eficazes para tratamento da depressão tanto na gestação quanto no pós-parto. Consulte um psiquiatra. A depressão pode ser a responsável pelos sintomas relatados por você prejudicando até o trabalho psicoterapêutico. Farei em breve um artigo específico sobre transtornos psíquicos da gestação e do pós-parto, áreas da minha especialização.

Pânico voltando?
Já tive síndrome do pânico e ultimamente venho sentindo um medo muito grande. Será que pode ser o pânico voltando?.

Resposta: Vale a pena você procurar uma ajuda psiquiátrica novamente. Em algumas situações, a síndrome do pânico pode ser uma doença crônica com períodos de melhora alternados com períodos de piora. A psicoterapia também ajuda no controle dos sintomas.

Por que tenho medos inexplicáveis e dormências no corpo?

Resposta: Como você disse que vários exames neurológicos já foram realizados e descartou-se a possibilidade de algum quadro orgânico, vale a pena pensarmos na possibilidade de um transtorno de ansiedade. É comum os profissionais da área de saúde mental atenderem pacientes com sintomas semelhantes aos seus, chamados de somatoformes. É fundamental você procurar imediatamente a ajuda de um psiquiatra. O diagnóstico correto é importante.

ATENÇÃO

As respostas do profissional desta coluna não substituem uma consulta ou acompanhamento de um profissional de psiquiatria e não se caracterizam como sendo um atendimento.




Joel Rennó Jr.

Dr. Joel Rennó Jr. MD, Ph.D. Professor do Departamento de Psiquiatria da FMUSP. Diretor do Programa de Saúde Mental da Mulher - Instituto de Psiquiatria da USP. Médico do Corpo Clínico do Hospital Israelita Albert Einstein- São Paulo. Coordenador da Comissão de Estudos e Pesquisa de Saúde Mental da Mulher da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). www.psiquiatriadamulher.com.br



ENQUETE

Atração física não basta, tem que haver atração mental. Você concorda?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.