DESTAQUES

A obsessão pelo corpo perfeito

Nuno Cobra 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR
Corpo deve ser caminho para explorar o potencial humano

por Nuno Cobra 

Nesta última década, houve um exagero por parte da mídia na venda da imagem de um corpo escultural e perfeito. Com isso, as pessoas ficaram escravas do seu corpo, abusando do exercício físico nessas malhações estúpidas que ocorrem nos lugares onde se trabalha o corpo.

Isto é terrível, porque o corpo tem que estar saudável e energizado, para que o espírito e a mente possam usá-lo com propriedade.

Corpo deve ser caminho para explorar o potencial humano

Em mais de quatro décadas de trabalho, todos sabem que eu sou o maior defensor do trabalho com o corpo físico. Mas no meu método este corpo tem que ser um caminho para explorar o extraordinário potencial humano. O corpo pelo corpo, como finalidade única do exercício, é muito pouco ou quase nada.

O trabalho com esse corpo tem a sua maior função, quando ele se torna a melhor ferramenta para você explorar o seu corpo mental, emocional e espiritual. Aí sim, o exercício físico se veste de uma roupagem extremamente importante, tornando o indivíduo, mais útil para si e para os seus semelhantes.

É desastroso e desonesto colocar como símbolo de beleza física mulheres anoréxicas (mulheres estacas), que não têm absolutamente nada no seu corpo, não existem curvas. É tão enfadonho quanto dirigir naquelas retas imensas.

Se o motivo é porque a ausência do músculo (corpo) facilita os estilistas, precisamos arranjar melhores profissionais. Porque este tipo de cabide não existe na prática. Então... para que comprar uma roupa que jamais será usada. Precisamos acabar definitivamente com essa idéia que a pessoa magra é uma pessoa saudável.

Um corpo torneado também não é sinônimo de saúde e nem de desempenho com a vida, inclusive o desempenho sexual satisfatório. O sangue que provoca a ereção não é impulsionado pelo seu bíceps, peitoral ou quadris, mas pelo seu coração e circulação sangüínea, que só é expandido com o trabalho cardiovascular, - invisível - que não aparece na estética. Você não vê o coração, mas vê o músculo malhado que rouba sua energia.

Gostar do seu corpo não vem somente da boa aparência ou do ideal da boa aparência, mas vem da sua cabeça em relação ao seu corpo. É a teoria do cérebro burro. Porque é comum a pessoa estar bem e achar que não está. E aí ela vai de fato estar no não-estar-bem.

Um exemplo. Magros que se acham gordos. Um bom percentual desta gordura só esta na cabeça. A anorexia é o exemplo concreto dessa teoria do cérebro burro. Pessoas praticamente doentes de tão magras, mas suas mentes as consideram gordas, muito gordas.

É óbvio que o sobrepeso exagerado é maléfico para o organismo, mas é mais saudável uma pessoa gorda com atividade cardiovascular adequada do que uma magra sedentária.

Vamos esquecer um pouco essa neura de querer emagrecer, passando aos jovens esse péssimo exemplo de não se alimentar corretamente, apenas para ter um corpo magro.

A atividade física deve ser equilibrada, sistemática e, acima de tudo, agradável, para que possamos exercê-la também na Terceira Idade.

Exagero com o trabalho do corpo leva as pessoas a uma obsessão predatória

De nada adianta o exagero no trabalho com o corpo, jogando fora essa preciosa energia da juventude. Pois quando se chega no momento em que mais se torna importante a atividade (a partir dos 60 anos), a pessoa já se encheu, se cansou completamente dela.

A atividade física deve ser feita durante toda a vida de forma equilibrada e não em demasia só na juventude. E para fazê-la sempre, é preciso que seja satisfatória e agradável.

Na busca de uma saúde melhor e qualidade de vida, o corpo fica naturalmente bonito, o objetivo não é emagrecer mas cuidar de si.

Treinar o exagero, desenvolve o exagero. Treinar o equilíbrio desenvolve o equilíbrio.

Cuidado então para não partir para a malhação. O exagero promove o exagero, porque você está treinando na sua mente o exagero com o seu corpo, você criará a obsessão. Se você partir para o equilíbrio vai 'lembrar' e treinar a sua mente para o equilíbrio.

A aparência é importante, mas ela deve acontecer naturalmente na busca de uma vida melhor com mais energia, saúde e vitalidade. Com essas conquistas o corpo evidentemente ficará mais bonito.




Nuno Cobra

Preparador físico e mental. Treinou o saudoso Ayrton Senna. É autor do best-seller "A Semente da Vitória".



ENQUETE

É possível ser otimista no Brasil?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.